Poções: Uma Arte Borbulhante

Biblioteca > Poções: Uma Arte Borbulhante

Autor: Daniel Lesknow

Introdução.

Death is also an ingredient.

Espero que com esse guia a pessoa que o estiver lendo compreenda mais a nobre arte de fazer uma poção, aqui está disposto todo meu conhecimento no assunto, até agora, espero que faça bom uso disso.  Antes de tudo apenas digo que duas virtudes devem ser usadas em cima do preparo de uma poção: Paciência e Dedicação. Sem as duas dificilmente o preparo de tal sairá com seus respectivos efeitos. Têm os que pensam que poções é algo desnecessário, já que existe uma varinha para fazer movimentos e ter efeitos momentâneos, enquanto uma poção deve-se ao preparo e a espera, para então o uso de tal. As poções têm uma complexidade muito maior que um feitiço, elas realmente mexem com seu sistema nervoso: elas o dopam, o fazem exercer o que lhe foi preparado, e não há como se proteger depois de usada, e, diferente dos feitiços, seus efeitos tem longa durabilidade dependendo da forma que a poção foi ministrada: se ingerida, inalada, passada ou exercida em ritual. Espero que apreciem e aprendam com nossa matéria, que é realmente muito útil para a vida de vocês. Ah, e claro, uma terceira virtude: Cautela. Para obter uma poção, obviamente, essa virtude deve ser observada por aqueles que não quiserem sair fazendo bobagens.

– Kazmorav.

 

Capítulo I –  História das Poções

 Imagem

       Desde uma data indefinida a qual atribuímos o início de tudo para a magia, ainda levou-se muito tempo para que os bruxos se concentrassem emtarefas tão melancólicas quanto era o preparo de poções na Antiguidade. Ressaltavam que os bruxos que faziam poções, chegavam a ser chamados de covardes, por muitas vezes terem de recusar alguma aventura ou viagem “sem fim” de seus companheiros, pelo fato de não poderem deixar o caldeirão sozinho. Outra peça que tem sua própria história.
No século II, finalmente, obteve-se sucesso. E um bruxo, desconhecido, havia finalmente criado uma poção completa. Sim, completa, porque antes só se faziam infusões, pastas, chás e sucos. A Poção do Sono Simples, como ficou conhecida a Morpheus Liquor, foi a primeira poção completa a qual se tem notícia. E por muito tempo foi a única existente até então. Pois, devido a inúmeros fracassos profissionais, os fabricantes de poções estavam desistindo de estudar novas formas de se preparar e novas poções, e mais preocupados com a situação do mundo da época.O mundo bruxo, entretanto, correspondia aos anseios do mundo trouxa e compartilhavam de certas euforias, desejos, curiosidade. Foi no século XV que finalmente, a segunda poção, de que se tem notícia, foi concluída e considerada completa. A Poção do Resfriado, foi criada.
       O que seria de grande utilidade em um futuro bem próximo. Alguns anos mais tarde Bruxos, Trouxas e Mestiços (originados pela proximidade entre os dois mundos), sofreram de um mal que humanidade jamais esqueceu a Peste Negra. Alguns poucos sobreviventes desta terrível doença, contando apenas os infectados, viveram graças a nova poção. Ela não lhes garantia a cura, porém diminuía a pressão dos sintomas sobre o corpo.
       Foi aí que começou um grande problema para todos os bruxos europeus até então: a Inquisição. Essa primeira caça às bruxas, teve início com repulsiva dos Trouxas ao verem que seus vizinhos infectados pela Peste ainda sobreviviam graças a um estranho ritual que praticavam em suas casas. Esse ritual, de que falo, era uma crendice do nosso povo, que achava que para a poção ficar em perfeito estado devia executar danças esquisitas, gritar com os companheiros e filhos e chutar o gato.
Os Trouxas ao verem o ritual estranho de nossos antepassados, comentaram insatisfeitos com o seu conselho religioso, que conhecemos como Papado. O Papado aproveitando-se da situação para usar a seu favor, mandou queimar, empalar, enforcar os praticantes de tamanha heresia. Entretanto, no plano deste conselho, não somente os bruxos foram perseguidos, como também Trouxas que não seguiam suas ordens, os chamados por eles de Protestantes.
Como sabem bem, essa perseguição às bruxas quase não teve peso sobre nós, que escapávamos facilmente da fogueira, com o feitiço de Congelar as Chamas, porém foi devastadora para os Trouxas Protestantes. Nosso povo cansado da perseguição infundada decidiu esconder a magia dos Trouxas, e por muito tempo nenhum deles ouviu falar sobre nós, até que alguns rebeldes apareceram e executavam feitiços em praça pública, etc. Porém esta parte já se alongaria demais de nosso princípio, que é o estudo das Poções.

Capítulo II – Conceitos Básicos

 Imagem

        A definição de poção é a de um líquido, com cheiro, coloração e gosto variados, mas podemos também defini-la como um líquido com combinações de ingredientes mágicos com outros mágicos ou não. A arte do preparo de Poções, vem de muito tempo atrás, provavelmente a primeira poção foi feita no século II, naquela época o preparo de poções não era tão comum comparado com hoje, já que hoje em dia, poções, é uma matéria lecionada em todas as escolas de magia e bruxaria do mundo e é alem de tudo arte excepcional para um bruxo da atualidade.

        Infusão – É um método muito comum, que consiste em despejar água fervendo sobre as substancias e deixa-las repousando por um período aproximado de dez minutos, é importante lembrar que talos e raízes podem ser feitos por infusão mas deve-se corta-los adequadamente e alem disso como são mais grossos deve-se deixar repousar por mais tempo, aproximadamente de 20 a 30 minutos.

       Decocção – É um método em que deve-se deixar a substancia no caldeirão e depois deve-se adicionar água fria sobre a substancia, logo após isso inicia-se o cozimento dessa substancia que pode variar de 5 a 30 minutos, já que depende muito da qualidade das substancias que se vai cozinhar, é importante lembrar que partes mais duras como cascas, raízes e talos, devem ser devidamente cortados em pedaços adequados e seu tempo de cozimento varia entre 15 a 30 minutos, após o cozimento é recomendável que o(a) bruxo(a) deixe as ervas ainda em um recipiente a parte descansando por mais alguns minutos e logo após isso deve-se coar a substancia.

       Maceração – Um método muito recomendável se o(a) bruxo(a) quer conservar as vitaminas e sais minerais das substancias, deve-se colocar a substancia em água fria e deixa-la durante 10 a 24 horas. Folhas, flores, sementes e partes mais simples deve-se deixa-los de dez a doze horas. Talos, cascas e raízes brandas, devem ser devidamente picados e depois deixa-los repousar de dezesseis a dezoito horas. Talos, cascas e raízes duros, devem ser tambem devidamente picados e depois deixa-los repousando por vinte duas a vinte e quatro horas. Após Ter deixado a substancia repousar deve-se coar a mesma.

       Tisana – Um método menos comum do que os outros acima, o método consiste em colocar o caldeirão para ferver, quando o mesmo estiver fervendo, deve-se acrescentar a substancia e logo após isso deve-se cobrir o caldeirão, então deve-se deixar a substancia ferver por aproximadamente 5 minutos, logo apos Ter passado os 5 minutos deve-se retirar a substancia do caldeirão e deixa-la repousar durante alguns minutos absolutamente coberta, após isso coa-se a substancia.

       Sucos: O suco se obtém triturando ou moendo-se, em máquinas de moer, asubstância (se esta for um vegetal ou outro elemento que contenha certaquantidade de água). Após isso, se côa.

       Chá: Não é o contrário, mas o inverso da decocção. Como assim? Em vez dedeitar-se água fria sobre a substância, como na decocção, deita-se a substância em água quente e deixamos de molho de 5 a 20 minutos. Após isso se côa.

Capítulo III – Utensílios

 Imagem

Fazer uma poção não é só pegar o livro e prepara-la, para se fazer uma poção se precisa de instrumentos, sendo que os instrumentos/Utensílios são como apoio para facilitar as medidas de se fazer uma poção.
Um exemplo é a poção Adurganic, que se precisa de 1/2 de excremento de bezerro apaixonado, sendo que então neste caso podemos usar o copo graduado para pegar exatamente 1/2 de excremento de bezerro apaixonado, ou seja, para nós praticarmos uma poção nós precisamos de instrumentos para o auxílio de uma poção correta na medida certa.Balança: É utilizada para pesar a quantidade de ingredientes, como por exemplo 100 gramas.Caldeirão: É quase impossível se fazer uma poção sem um caldeirão, é lá dentro aonde a mistura dos ingredientes irá causar a verdadeira poção.

Coador: Ele separa o líquido do sólido, para a poção ficar com mais força (se no caso a mesma for líquida).

Colher: Pode manipular a poção ou, na maioria das vezes, mexe-la.

Conta-Gotas: Serve para ter uma pequena quantidade separada ou colocada na poção que deve ser realmente medida extremamente.

Copo Graduado: É usado para medir com precisão uma certa quantidade líquida que se deve acrescentar na poção.

Frascos: Armazena a poção ou guarda para análises ou armazenamento. Existe frascos de vários tipos: cristal, vidro comum, diamante e entre outros.

Funil: Serve para colocar a quantidade de poção no frasco ou em recipientes sem deixar nenhuma gota da poção derramar.

Pilão: É usado para reduzir ingredientes em pó, amassando-os em um recipiente para ser jogado na poção.

Concha: Usada para retirar amostras da poção (geralmente colocando-as em frascos).

Recipiente: Um local para armazenamento de ingredientes ou até mesmo poções. O
recipiente pode ser usado como apoio para o Pilão.

Faca/Adaga: Serve para cortar ou até mesmo amassar (se não tiver um pilão por perto) algo. É muito usado para cortas ingredientes em quantidades certas.

Capítulo IV – Classificações

 Imagem

Pasta: Usamos este nome quando a poção é mais física do que o normal, uma espécie de poção pastosa, como se fosse uma gelatina. Poções assim não se classificam para as poções ingeridas, pois pode causar algum tipo de dano físico interno na pessoa. A pasta é mais usada para se colocar em contato físico com a pele ou dentro da boca por controle do usuário.

       Essência: Quando focamos no ingrediente principal e o tornamos como se fosse o “centro das atenções”. Essência se usa um ingrediente principal para aumentar o seu efeito com outros tipos de ingredientes, mas sempre focando no principal. Um exemplo é a poção de Essência Aromática, que se usa uma erva ou planta para se ter o cheiro da poção.

       Elixir: Ingredientes não sendo totalmente dissolvidos na poção. Digamos que se o ingrediente for dissolvido, o seu efeito também se vai, então o Elixir sempre tem algum pedaço sólido boiando entre o líquido da poção. Para fazer um elixir não se deve ferver de menos, pois não poderá ser ingerido, e se for muito o efeito se perderá, se deve estar no ponto para uma poção potente.

       Solução: Agora é ao contrário, ao invés de estar no ponto, se deve estar bem esquentado e bem dissolvido para que todos os ingredientes se formem uma solução. Uma solução fria pode ser um desastre se for ingerida, então cuidado, sempre leia bem a receita para não fazer errado.

       Poção: Poção é uma forma comum de se fazer o que é obvio, uma poção. Poção é o termo usado para que todos os ingredientes se combinam seus efeitos para que se formam um efeito só. O termo “poção” será usado em todo o livro, ou seja, qualquer tipo de mistura que é considerada poção irá ser usado o termo. Uma grande diferença de poção para Elixir é que na poção, o fogo é usado lentamente e na medida certa para que todos os ingredientes sejam dissolvidos.

A divisão de consumo é uma divisão que com base de informações do consumo de poções está formando  uma classe para cada tipo de consumo, ou seja, se ela for inalada terá uma classe para as poções inaladas. Essa divisão é muito respeitada pois, não só fala sobre o consumo mas também sobre algumas formas de preparo de poções, as poções Ritualisticas.

       Ingeridas: O nome já fala tudo, ingerir significa tomar, engolir pela boca. A maioria das poções são ingeridas, então se você ler algumas páginas deste livro irá perceber isto, elas serão preparadas para serem bebidas.

       Inaladas: Na maioria são poção que possuem um cheiro, e na maioria são drogas respiratórias que podem fazer bem para a saúde, como por exemplo a essência aromatica, coloque menta nela e comece a cheirar, irá perceber que seu nariz estará bem melhor.

       Passadas: Poções de estado sólido (não totalmente, a pasta) que se faz contato com a pele ou objeto. São poções que podem ser líquidas e sólidas, mas sempre gelatinosas. Na maioria são poções de cura em forma de curar cicatrizes.

       Pomada: São uma grande mistura de poções líquidas com sólidas, formando uma espécie de pomada para se passar na pele ou até mesmo ser ingerida para melhorar danos internos.

       Ritualísticas: Poções que no meio de seu preparo, se fazem grandes rituais. Um exemplo é a poção de mopsus, uma poção que no meio de seu preparo se deve fazer um ritual mágico. Na maioria ela é comparada com a alquimia, mas é uma coisa totalmente diferente. Uma grande diferença dela com as outras é que ela é usada em grande extremo de magia, as outras não.

Capítulo V – Conhecendo Ingredientes.

 Imagem

        Para se fazer uma poção, é preciso entender os ingredientes que a mesma possui. Não espero que o leitor entenda toda a lógica da mistura de ingredientes, mas que pelo menos um pouco, consiga entender o seu uso em Poções.
De surpreendentes á misteriosos, os ingredientes podem variar de TdCM em Herbologia, porém também podemos acrescentar no livro algumas partes que falam sobre a mistura de outros líquidos.       Acônitos: O acônito Napellus é uma planta extremamente venenosa. Ela sendo uma Angiosperma, esta planta é muito usada para medicamentos homeopáticos. A estrutura corporal do acônito é criativa, suas folhas são de cor lilás, suas raizes são tuberosas, aonde parece que está  uma caixa guardando seus nutrientes, o formato das folhas são como se fosse elmos. As frutas do acônito não tem muita utilidade, são pequenas e redondas. O acônito tem duas espécies aonde elas são: Acônito Liccoctono e acônito Lapelo.

       Acônito Liccoctono: Esta planta é extremamente perigosa. Coloque um acônito licocctono na boca e você pode muito bem morrer com dores horríveis no corpo. Ela  nasce somente  em areas rochosas.

       Acônito Lapelo: Ela meio que abaixa os sentidos das pessoas. Ela é muito usada em poções de sono e de calma. Ela pode totalmente  dopar a sua mente, fazendo-lhe ficar zonzo, sem rumo e quase caindo.

       Aliquente: Uma planta que causa histeria. O efeito dela pode ser retardado, causando delírios na pessoa, conseqüentemente não a deixando pensar direito, e aconfundindo, como na Veritaserum, qual as folhas de aliquente são usadas, este ingrediente nesta poção causa a confusão da pessoa, então mais um motivo para ela se perder, não conseguir pensar, e acabar revelando o que lhe perguntando.

       Água do Rio Lethe: Os egípcios conseguiram manipular as pétalas do acônito e portanto, misturar com outros ingredientes e provocar uma bebida que provoca esquecimento instantâneo.

       Suco de Abóbora: O suco de abóbora é tanto como uma boa mistura das propriedades da abóbora e outros ingredientes, como também pode servir de ótima utilidade para poções estimulantes.

       Muco de Verme-cego: O verme-cego é parecido com uma minhoca que se rasteja por onde quer ir. O mesmo libera uma gosta, que chamamos de Muco de Verme-cego, cujo então serve para engrossar poções e seus efeitos, tornando-a mais potente.

       Ferrões secos de Gira-Gira: Os ferrões secos de Gira-Gira  são usados em uma ampla gama de poções. Rumores dizem que eles também são usados para fazer um popular doce, Delícias Gasosas.

       Guelricho: Planta que da guelras a quem as come, assim podendo respirar debaixo da água. Em poções seus efeitos são extremamente distintos dependendo da reação acontecida.

       Penas de Dedo-Duro: As penas de Dedo-Duro  são utilizadas em soros da verdade e Poções de Memória, sendo que as mesmas podem ser bastante poderosas.

       Presas de Cobra: Na maioria das vezes, as Presas de Cobra são usadas em pó, pois as mesmas possuem uma utilidade de melhorar o efeito da poção, maximizar.

       Lesma-Lenta: A lesma-lenta é usada em várias poções e, que na maioria das vezes, serve para poções maximizantes.

       Olhos de Enguia: Os olhos de enguia são valiosos no uso das poções, pois o mesmo melhora o desenvolvimento conforme esta é preparada.

       Sangue de salamandra: O sangue desses pequenos lagartos  tem propriedades curativas e restauradoras e pode ser usado no fortalecimento poções.

       Espinhos de Porco-Espinho:  Os espinhos de um porco-espinho pode ser usado em uma poção para curar (como a cura de furúnculos).

       Partes do corpo de um dragão: As partes do corpo de um dragão pode ser muito aproveitadas, porém devemos ter cuidado na hora da compra, pois qualquer infecção nestas partes, podem estar estragadas.

       Fígado de Dragão: O fígado destes animais mágicos cuspidores de fogo podem ser usadas em poções para desenvolver os outros ingredientes.

       Chifres de Dragão: O chifre destes animais mágicos cuspidores de fogo podem ser usadas em poções para amenizar o efeito.

       Baços de Morcego:  Este ingrediente popular é um dos muitos itens disponíveis para venda em todos os pontos do mundo, pois é famoso pela cura e pela maximização do efeito.

       Lavanda: A lavanda, de cheiro tão suave e intrigante, é usado no preparo das poções de sono ou de aroma.

       Bezoar: O bezoar é a pedra tirada do estomago de uma cabra, que protege a mesma de quase todos os venenos. O bezoar pode ser usado para a cura de quase todos os venenos disponíveis no mundo mágico, porém existe algumas exceções aos venenos mais fortes.
A pedra de bezoar é muito valorizada e cara, sendo que é encontrada somente nas melhores farmácias do beco diagonal ou em outro centro bruxo comercial do mundo.

       Partes do corpo de um unicórnio: As partes do corpo de um unicórnio são bastante valorizadas pelo mercado de poções, sendo a maioria usada por poções de cura.

       Chifres de Unicórnio: O chifre de unicórnio pode ser usado amassado (pó) ou então totalmente inteiro, sendo eficaz para poções  de cura.
 
       Pêlos da cauda de Unicórnio: Os pêlos da cauda de unicórnio é bastante usado em algumas poções necessitadamente de cura, .  como pastas e outras poções, maximizando o efeito.

       Baiacu: A carne do baiacu faz com que a pessoa vomite tudo que ela comeu, e após isso a excitação e fome começará, e a fará engordar cada vez mais com facilidade, porém, ao preparo da poção, seu efeito pode ser modificado.

       Barrica de Iguana: É bom para a osteoporose, estimula o melhor funcionamento da hipófise, e dependendo do preparo da poção, pode curar aos poucos a doença de Alzheimer, epilepsia e mal de Parkinson.

       Bile de Tatu: Serve para curar overdose, ou dependendo do modo da preparação da poção, causar delírios, agitar a pessoa ou até mesmo deixá-la triste.

       Cérebro Imperial: Encontrado em Elemûreques, o cérebro imperial tem nas poções, o poder de comandá-la, fazendo com que a pessoa perca seu controle total, assim, tendo só o do cérebroimperial encontrado na poção, chega a ser melhor que um Imperius, pois não há maneira de resistir, assim então dando maior complexidade e perfeição a poção. O cérebro imperial é um ingrediente muito precioso também nas poções rituais.

       Cerdas de porco-espinho: Tem o poder de curar furúnculos, olheiras, saliência no globo ocular, bócio endêmico, osteoporose e estimula a ocitocina. Este também tem o poder de fazer com que a poçãodure um tempo indeterminado.

       Chifres de Arpéu: O arpéu é encontrado na região dos Alpes da Europa. Animal de grande porte, púrpuro-acinzentado e provido de corcova, o arpéu tem dois chifres muito longos e afiados. Seus chifres transformado em pó servem para fazer poções. O efeito deste é impedir o uso da magia, seja ela qual for. Logicamente há reversão, porém esta só é alcançada com o tempo se o pó do chifre for ingerido sozinho. São usados os pós dos chifres de arpéus também para impedir a magia em certos locais.

       Chifres de Bicórnio: Tem poder de curar diversas doenças, podendo curar até tumores dependendo do preparo da poção. Ele também serve para ampliar as probabilidades de transmutações (por isso é usado na poção Polissuco), os chifres de bicórnio fazem com que a poção na qual estejam, tenha uma perfeição, causando-a nesta uma aglomeração dos ingredientes, fazendo que a poção tenha mais efeito (usado geralmente para isso em poções complexas).

       Coração de Crocodilo: É usada em poções para causar equilíbrio emocional, muitas vezes deixando a pessoa brava ou com raiva, ou para acelerar a pessoa, e dependendo da formula da poção é umestimulante sexual. Usada com a pedra de Lua que tem um efeito um pouco mundanodos ingredientes em que está junto, ele deixa a pessoa triste e desanimada.

       Escaravelho: Ele produz irritações na pele e ardências no corpo.

       Fios de água-viva: Deixam as pessoas com alucinações e eufóricas, porém, os fios da água-viva limpam ocorpo da pessoa, e curam doenças como infecções e pedras no rim, cura também cistos,e aumenta a reprodução de espermatozoides.

       Heléboro: É venenoso, e pode matar, na forma de pó, ele serve para a invisibilidade.

       Igônfa: Tecido vivo retirado do peito de centauros, porém muito difícil de se conseguir, já que são seres com inteligência e capacitação quase como, e em alguns casos maior que, a humana. Porém os mais ousados bruxos tentam os matar e retirar esta parte tão poderosa dos centauros. A igônfa tem o poder de curar doenças como AIDS e câncer, não importando qual fase a doença se encontre. Durante o preparo da poção, a igônfa ganha muito mais poder. Quando a poção é ingerida as células da Igônfa saem do estômago e vão para a corrente sanguínea em busca dos vírus ou organismos que estejam causando a doença. Quando encontram o causador produzem uma explosão energética, que a pessoa não sente, mas que mata os organismos e substituem as células infectadas por novas. Os ingredientes que acompanham a Igônfa na poção, servem para orientar as células deste tecido sobre qual doença ela deve tratar. Além deste uso a Igônfa não temmais nenhuma utilidade mágica. Hoje em dia, alguns rebanhos de centauros doam seu sangue, retirado do peito destes,com uma porção de Igônfa para tratamentos de crianças bruxas em estado de risco, em troca de liberdade territorial. Este não é o caso do Reino Unido e da Rússia que ainda não aderiram ao projeto, devido à negativa por parte dos rebanhos das regiões, os quais não tiveram, nos últimos anos, bons relacionamentos com a comunidade bruxa.

       Inortera: É encontrada dentro de chifres de clabertos, ela serve para fazer a poção chamar atenção, ou então para indicar que é perigosa, não estraga os efeitos da poção, e é opcional o seu uso, ao menos em poções com a pedra da lua, que ao serem usadas juntas, o efeito se torna totalmente contrario, deixando com que qualquer um se aproxime e ao ser tocada, mesmo no frasco às vezes faz com que a pessoa então o beba, por isso é mais utilizada em poções rituais, que convocam espíritos para tal local.

       Iravooia: Um líquido azul, encontrado na Eslováquia apenas, esse liquido se solidifica ao tocar na água, assim então podendo ser ingerido como qualquer comida, ele produz o gosto da coisa que a pessoa estiver pensando no momento, em poções seu efeito é de curar tumores, leucemia, e pode deixar a pessoa alimentada por até quarenta dias, após ingeri-lo, porém seu maior poder é quando ainda ele é o liquido azul, com gosto doce. Se a pessoa estiver à beira da morte, ao ser derramado o liquido nela, ele a faz se curar instantaneamente, porém só existem aproximadamente dois mil litros de iravooia no mundo, e estão na Eslováquia, apenas a Suprema Corte Européia (a da Inglaterra) tem o conhecimento do local.

       Jurnira: Substância encontrada nos olhos dos gigantes, ela tem o poder de fazer com que células se reproduzam rapidamente. Ajuda no processo de cicatrização e também é boa para o tratamento de pessoas que sofreram de overdose.

       Lagarta: Tem o efeito de reduzir ou aumentar o tamanho das coisas.

       Olhos secos de besouro: O efeito destes é fazer com que o processo de algo em nosso corpo seja mais rápido
(Ex.: é usado na poção de envelhecer).

       Oode: Inseto que tem poder anestésico.

       Ovos de Dragão: Os ovos de dragão tem o poder de curar diversas doenças, como as DSTs, esclerosemúltipla, reverter quadros de AVC, doença de Huntington, e ótimo como desintoxicador das vias respiratórias.

       Ovos de fada mordente: Causa alucinações, desmaios, dores no corpo, e se não for remediado, pode causar morte.

       Ovos de Farosutil: Estimula a agilidade mental.

       Pedra da Lua: Pode possuir várias cores, e é empregado no equilíbrio emocional. O principal uso da pedra da lua é reverter os efeitos do ingrediente com a qual é combinada.

       Pele de Ararambóia: Causa deformações na pele e cabelos. Na poção polissuco, junto com a sanguinária, ela faz com o DNA de quem a ingere reproduza a mesma aparência da parte do corpo da pessoa, na qual o usuário da poção deseja transformar-se. Ararambóia é uma cobra originária da Amazônia.

       Rabo do Murtisco: O murtisco é um animal semelhante a um rato encontrado nas áreas litorâneas da Grã-Bretanha. Tem uma saliência nas costas que lembra uma anêmona-do-mar. Quando essa pseudoflor saliente é ingerida em conserva produz resistência a feitiços e azarações.

       Sangue de Unicórnio: Como um elixir, ele prolonga a vida, protegendo de doenças, conseqüentemente não deixando a velhice chegar precocemente. Devido ao poder mágico existente no unicórnio, ao tocar os lábios de quem o ingere, o sangue amaldiçoa a pessoa. Esta maldição gera não somente azar, como também deforma a aparência aos poucos.

       Sanguessuga: Faz o excremento humano sair de forma mais rápida e em forma de suor ou urina, e também causa ardências no corpo.

       Secreção de Bandinho: É usado para a limpeza mágica, e também tem o poder de reduzir parcialmente assinapses cerebrais.

       Secreção de Besoura-da-Melancolia: Ajuda a acalmar, relaxa os músculos, estimula a fome e a sede, utilizada ainda como umexcelente anestésico e no tratamento de cáries.

       Arrudas: Planta usada em simples poções. Serve como um ajudante parassimpático, acalmando a pessoa, e até podendo fazer desacelerar os batimentos cardíacos após o susto ou acontecido (utilizada mais em chás).

       Asfódelo: Esta planta é relacionada a vida após a morte. Seus efeitos são parecidos com essa relação, podendo ser usada em poções de curas, ou então remédios. Serve também para alucinar a pessoa ou dopá-la, para que durma. E como outros ingredientes, tem sua reação junto a outro, mudada, então causando um efeito diferente.

       Beladona: É uma planta extremamente venenosa, causando a morte se ingerida, porém não há esse perigo na maioria das poções, já que a beladona segue o que o ingrediente mais poderoso da poção faz, assim reforçando seu efeito. Muitos pensam que então não é necessário, mas se as tem, é porque é sim, pois o efeito causado sozinho por tal ingrediente não é tão forte como deveria para a poção, então a beladona pode ser usada para ajudá-lo e reforçar.

       Betônica: Planta usada para causar sonolência, é mais usada como um calmante para dormir. Em poções, geralmente é usada quando o efeito de sonolência não é tão pesado, e dependendo do modo que for preparada a poção, a betônica pode ser comparada ao pó de mico, fazendo com que partes do corpo fiquem vermelhas e comecem a coçar.

       Botão-de-prata: Planta medicinal, podendo curar pequenas doenças, ou então pelo preparo dapoção, ela cobre algum efeito perigoso, o ponderando.

        Bubotúbera: Planta cuja possui verrugas, que, quando espremidas, soltam um pus amarelado, que cheira a gasolina. Esse pus é chamo de baboteu cuting, que tem um poder de renovar as coisas, não renovar totalmente, mais melhorar, por exemplo, se passado na pele, tal ira aparecer vários tumores amarelados, porém, com o preparo da poção, o baboteu tem o poder de retirar espinhas ereparar a beleza na poção embelezadora. Mas em outras, depende muito da reação do preparo da poção

        Casca de Wiggentree: Sua casca pode curar gripes e fazer funcionar glândulas com problemas, elatambém limpa o sangue, tirando suas impurezas.

        Cocleária: Planta que tem seu efeito para confundir, é uma planta poderosa, já que os outros ingredientes não têm tanta reação sobre ela, então ela podendo sem preexercer sua devida função. Se usada junto com um acônito lapelo, este será confundido em seu efeito, causando tipos delírios na pessoa. A pedra da lua ao ser misturada com a cocleária, muitas vezes é indagado o porquê, já que a pedra da lua faz o serviço todo, porém quem o diz, não conhece bem as coisas, já que a pedra da lua, reverte o efeito do ingrediente, enquanto a cocleária o confunde.

        Cumari: Planta estimulante, que usada em poções, serve para levantar o astral da pessoa, ou faz com que ela possa ficar acordada mais tempo. A cumari também é usada junta da cocleária para ser um estimulante sexual.

        Descurainia: Ela tem o efeito de amenizar o efeito da poção, assim não o deixando ter conseqüências que poderiam ser graves demais. A descurainia também serve para estimular a poção a ter um fim ao seu efeito (como na Polissuco, fazendo com que o efeito de transmutação tenha um tempo determinado).

       Ditamno: Fungo no qual ao ser usado, pode curar cortes, fazendo até com que não se tenha cicatrizes. A poção mais complexa em que o ditamno é usado, se chama darartiva, que pode acabar com o ferimento na hora, o curar, tirar as cicatrizes,e até repor partes do corpo perdidas.

       Ligústica: Planta medicinal poderosa, que dependendo da forma da poção, pode causar grandes curas. É uma planta muito usada em chás também.

       Losna: Uma planta que serve para exagerar no efeito da poção, fazendo com que este seja maior e mais complexo.

       Menta: Usada para cobrir cheiros ruins de poções ou de certos ingredientes, serve também como ingrediente medicinal, curando certas coisas. Mas a principal função da menta é a de produzir euforia ou descanso.

       Moly: A flor de moly não tem muitas utilidades, porém serve para enfeitar poções rituais ou deixar a poção sem nenhum gosto ou cor. Uma função dela é trazer a felicidade, porém esta é trazida apenas em poções rituais, pela simbologia da planta, já que esta é muito bonita.

       Sanguinária: Planta na qual pode produzir em vezes muito maiores o DNA da pessoa ou animal encontrado na poção. Geralmente é usada em poções rituais ou detransmutações.

       Romã: Seu fruto em poções, serve para fazer um tipo de dopping na pessoa, fazendo com que ela fique mais resistente, forte, e consiga agüentar por mais tempo os problemas físicos. Pode ser usada também para relações sexuais, aumentandoo tempo da atividade, devido ao comportamento do corpo causado pela romã.

       Tentáculos Venenosos: A semente desta planta asfixia a pessoa, deixando-a roxa, não causa a morte algumas vezes, porém a pessoa irá ficar com agonia e roxa para sempre senão utilizar tratamentos.

       Urtiga: As urtigas provocam ardor na pele se encostada, causando problemas sérios. Em poções elas são usadas como cura de pequenos problemas na pele.

Capítulo VI – Poções do Primeiro Ano

1. Poção Fecha-Corte – (10 minutos)
Efeito: Fecha pequenos cortes.
Ingredientes: 3 Sementes de Vigária; 3/4 de um caldeirão cheio d’água.
Cor: Vermelho-Rosado.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
– Após colocar fogo nos gravetos e ter enchido 3/4 com água o caldeirão. Pegue a faca e descasque 3 sementes de vigária. As sementes devem estar sem nenhuma sujeira ou defeito.
– Após descascar, coloque-as dentro do caldeirão e aguarde 3 minutos até estas começarem a se dissolver na água fervente.
– Em seguida, com sua colher de madeira, gire duas vezes sentido horário, uma no sentido anti-horário e um último giro no sentido horário.
– Aguarde 10 minutos para a poção ficar pronta, ela vai adqurir uma tonalidade vermelha-rosada.2. Essência de Murtisco – (10 minutos)
Efeito: Alivia a dor ao ser aplicada no local.
Ingredientes: 5 Tentáculos de Murtisco.
Cor: Amarelo.
Frascos: Três.
Modo de Preparo: 
– Preencha um recipiente leve com aproximadamente 500 mililitros de água;
– Mantenha os 5 Tentáculos de Murtisco embebidos em salmoura durante 10 minutos;
– Com o auxílio te uma peneira, despeje o conteúdo líquido em um novo recipiente, de modo a separá-lo dos tentáculos;
– Faça movimentos horários leves com a colher até o líquido adquirir um tom amarelado.

3. Poção Apimentosa – (20 minutos)
Efeito: Cura gripes ou resfriados comuns. Duas doses por dia são garantia de cura rápida e eficiente.
Ingredientes: 5 Pimentas Malaguetas; 2 Vagens Soporíferas.
Cor: Vermelho-brilhante.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com 1 litro de água;
– Amasse 3 Pimentas Malaguetas juntas em um pilão;
– Aqueça a água do caldeirão até 85°C e despeje as pimentas amassadas em seu interior;
– Realize movimentos anti-horários constantes com a colher no líquido até ele adquirir um tom laranja-avermelhado;
– Despeje as 2 Vagens Soporíferas no caldeirão sem interromper os movimentos;
– Realize cortes nas duas Pimentas Malaguetas restantes, dividindo-as em pedaços de 1 centímetro cada;
– Despeje as pimentas cortadas no caldeirão quando ele tiver adquirido um tom vermelho-claro;
– Inverta o movimento (para horário) e mantenha-o até a solução adquirir uma cor avermelhada bem forte e brilhante.

4. Poção para Acalmar – (10 minutos)
Efeito: Possui efeitos semelhantes aos da Poção da Paz, porém com um preparo mais simples. Permite acalmar o usuário, diminuindo o nervosismo. Se ingerida em grandes quantidades, pode causar uma forte sonolência.
Ingredientes: Hidromel; Xarope de Heléboro.
Cor: Rosa claro.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com 750 mililitros de água;
– Aqueça até aproximadamente 60°C e despeje 100 mililitros de Hidromel;
– Mantenha um movimento bem leve com a colher no sentido horário, até a substância adquirir uma tonalidade avermelhada;
– Despeje 200 mililitros de Xarope de Heléboro e mantenha o movimento da colher;
– Quando a poção adquirir uma tonalidade rosada, apague o fogo e deixe esfriando por alguns minutos, até que adquira um tom rosa claro.

5. Poção para Curar Furúnculus – (20 minutos)
Efeito: Cura cravos, espinhas e feitiços de urticária.
Ingredientes: Pus de Bubotúbera; 6 Folhas de Urtiga Seca.
Cor: Verde claro.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com 800 mililitros de água;
– Sem aquecer, despeje o equivalente a 100 mililitros de Pus de Bubotúbera;
– Aqueça lentamente, até o líquido adquirir um tom amarelado e opaco (entre 50°C a 60°C, aproximadamente);
– Realize movimentos firmes e ininterruptos com a colher no sentido anti-horário;
– Amasse as 6 Folhas de Urtiga Seca em um pilão;
– Despeje as 6 Folhas de Urtiga amassadas no caldeirão enquanto ele ainda está sendo mexido;
– Deixe cozinhar em fogo baixo até o líquido adquirir um tom verde claro.

6. Poção para Fazer o Cabelo Crescer – (20 minutos)
Efeito: Restaura o cabelo quando se está careca ou o alonga caso ele já exista.
Ingredientes: Miolo Mole; Extrato de Raiz-de-Cuia;
Cor: Amarelo vivo.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
   – Preencha o caldeirão com 600 mililitros de água;
– Aqueça até aproximadamente 80°C;
– Despeje 200 mililitros de Miolo Mole no caldeirão e, logo em seguida, realize movimentos circulares no sentido anti-horário até o líquido tornar-se verde-limão;
– Diminua o fogo lentamente, até que o líquido fique a aproximadamente 55°C;
– Acrescente 100 mililitros de Extrato de Raiz-de-Cuia;
– Mantenha a temperatura constante e realize movimentos no sentido horário com a colher até o líquido ficar amarelo forte.

7. Poção Morpheus Liquor – (20 minutos)
Efeito:  Esta poção é muito boa para quem tem insônia, fazendo-a adormecer com facilidade, porém ela causa sono realista, ou seja, se alguem perturbar você provávelmente acordará.
Ingredientes: 1 litro de água; 100g de beladona; 100g de raiz de sanguinária picada; 200g de garra de grifo em pó; 100 ml de sangue de salamandra; 8 gotas de xarope de heléboro.
Cor: Preta.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:  – Com a água já no processo de fervura, acrescente a raiz de sanguinária picada e as garras de grifo, mexa-os até adquirir uma cor de verde escuro.
– Pare de mexer e coloque o sangue de salamandra, deixe cozinhar por 3 minutos e depois tire a poção do caldeirão, colocando em um recipiente e o coa para volta do caldeirão.
– Abaixe o fogo e coloque as 8 gotas de heléboro, mexa no sentido horário e anti-horário ao mesmo tempo, até atingir a coloração dourada.
– Tire do forno e o mexa até atingir uma coloração negra.

8. Poção do Brilho – (15 minutos)
Efeito: A poção de brilho é utilizada para realçar os lábios e cabelos. Pode também ser usada no tingimento de roupas para obtenção de cores mais vivas (diminuindo a grumixama para 40g e aumentando o rabo-de-rato para 80g).
Ingredientes: 50g de rabo-de-rato em pó; 300ml de água; 50g de grumixama; 50ml de lágrimas de dragão; 25g de casca de limão-bravo.
Cor: Roxo claro.
Frascos: Um.
Modo de Preparo:
  – Macere a grumixama e cozinhe-a por 10 minutos;
– Após esse tempo, acrescente o rabo-de-rato em pó e mexa no sentido horário até adquirir uma coloração azul claro.
– Faça uma infusão com a casca de limão e acrescente à poção.
– Mexa nosentido anti-horário por 2 minutos até que esta adquira a coloração amarelada;
– Em seguida, acrescente 10 gotas de lágrimas de dragão e mexa no sentidohorário por 1 minuto.
– Repita o processo mais quatro vezes. A poção irá atingir um tom roxo claro.

Capítulo VI – Poções do Segundo Ano

1. Elixir da Euforia – (30 minutos)
Efeito: Causa intensa alegria em quem a bebe. Deixa a pessoa eufórica a ponto de se esquecer dos demais males que afligem a sua mente. É absorvida pela pele, não necessitando de ingestão. Se preparada em grande concentração, a euforia tende a ser maior.
Ingredientes: 11 Folhas de Helária; 5 Folhas de Menta; Suco de Abóbora.
Cor: Amarelo-esverdeado.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com 850 mililitros de água;
– Acrescente 7 Folhas de Helária inteiras;
– Aqueça o caldeirão até que o líquido adquira um tom verde-esmeralda (aproximadamente 65°C)
– Com o auxílio de um pilão, amasse 5 Folhas de Menta de modo a ficarem inteiramente trituradas;
– Acrescente as Folhas de Menta amassadas no recipiente e aqueça até 75°C;
– Enquanto a poção cozinha, fatie 4 Folhas de Helária em pedaços bem pequenos e acrescente no caldeirão;
– Quando adquirir uma tonalidade verde-escura, despeje 100 mililitros de Suco de Abóbora;
– Mantenha um movimento no sentido horário até o líquido tornar-se amarelo-esverdeado.

2. Poção Adurganic – (15 minutos)
Efeito: Auxilia no crescimento e no desenvolvimento de plantas comuns e mágicas. Se usada em excesso, a planta tende a atrofiar e apodrecer. Deve ser aplicada na terra, próxima da raiz da planta, em pequenas quantidades.
Ingredientes: Excremento de Dragão; Suco de Romã; Espinhos de Porco-Espinho.
Cor: Verde-claro.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com, aproximadamente, 600 mililitros de água mineral e deixe cozinhar em fogo alto por 5 minutos apenas;
– Com o auxílio de luvas, deposite 300 gramas de Excremento de Dragão em uma tigela separada e, com movimentos fortes com as mãos, amasse a substância de modo que fique bem pastosa e uniforme;
– Acrescente 100 mililitros de Suco de Romã no caldeirão borbulhante, diminuindo o fogo para médio e deixando ferver por mais 5 minutos;
– Com o auxílio de um pilão, triture cerca de 100 gramas de Espinhos de Porco-Espinho até que vire pó;
– Acrescente as 300 gramas de Excremento de Dragão do caldeirão fervente e, com a colher de pau, faça movimentos firmes no sentido horário, até que a pasta seja inteiramente dissolvida e tome uma coloração amarelada;
– Adicione os Espinhos de Porco-Espinho em pó na substância e realize mais uma série de movimentos firmes no sentido horário, até que se torne verde clara.

3. Poção Alisadora Capilar – (30 minutos)
Efeito: Permite que o cabelo fique extremamente liso. Dura 20 minutos por dose e pode ser tomada mais de uma dose por vez, sem exageros.
Ingredientes: Cabelo de Veela; Pinhão; Extrato de Raiz-de-cuia.
Cor: Amarelo.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
– Preencha um caldeirão vazio com 700 mililitros de água e deixe ferver com fogo baixo por 10 minutos;
– Remova todas as sementes de um pinhão inteiro, de aproximadamente 50 gramas, e deposite todas no caldeirão, deixando cozinhar por 15 minutos;
– Acrescente 100 gramas aproximadas de fios platinados de cabelo de Veela no caldeirão e mantenha movimentos horários bem leves no líquido;
– Aumente o fogo lentamente, atento à mudança de cor do líquido no caldeirão, que deverá tomar uma tonalidade esbranquiçada;
– Estabilize o fogo e acrescente 200 mililitros de Extrato de Raiz-de-cuia, realizando movimentos leves no sentido anti-horário até que o líquido torne-se amarelo;
– Com o auxílio de uma peneira, remove as sementes de pinhão que ainda restarem na poção.

4. Pasta para Curar Queimaduras – (20 minutos)
Efeito: Cura queimaduras vagarosamente. Deve ser aplicada várias vezes para surtir efeito.
Ingredientes: 5 Cubos de Gelo Seco (30 mililitros cada, aproximadamente); 11 Folhas de Menta; 1 Bile de Tatu.
Cor: Vermelho-claro.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo:
– Preencha um caldeirão com 400 mililitros de água salgada e aqueça até uma temperatura de aproximadamente 70°C.
– Junte 11 Folhas de Menta e pique todas em pequenos pedaços. Quanto menores, melhor;
– Deposite as Folhas de Menta picotadas no interior do caldeirão e diminua o fogo assim que elas dissolverem, o que deve demorar em torno de dez minutos;
– Acrescente uma Bile de Tatu inteira no recipiente, mantendo movimentos firmes com a colher no sentido anti-horário, até que o líquido adquira uma coloração avermelhada e bem viva;
– Aumente o fogo, de modo que a poção fique a 90°C aproximados e não pare de movimentar a colher. A bile de tatu deverá ser inteiramente dissolvida, deixando a substância pastosa;
– Com o auxílio do pilão, triture 5 Cubos de Gelo Seco. Não demore muito durante esse processo, pois eles poderão derreter;
– Desligue o fogo e acrescente os Cubos de Gelo Seco triturados no caldeirão, utilizando a colher para realizar movimentos horários e firmes, conforme a substância vá tornando-se concentrada e adquirindo uma cor vermelho clara;
– Deixe esfriando por alguns minutos.

5. Solução Fortalecedora – (20 minutos)
Efeito: Aumenta a resistência e o vigor de quem a ingere, tornando a pessoa mais forte. Tem duração de 30 minutos e só pode ser tomada uma dose por vez.
Ingredientes: Sangue de Salamandra; Suco de Romã; 3 Lesmas.
Cor: Turquesa-claro.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
– Preencha um caldeirão comum com 650 mililitros de água e deixe cozinhar em fogo médio por 10 minutos;
– Acrescente 150 mililitros de Sangue de Salamandra no recipiente e faça movimentos leves com a colher no sentido horário, de modo que a substância fique inteiramente vermelha;
– Aumente a temperatura do líquido para, aproximadamente, 70°C e acrescente três Lesmas inteiras, realizando movimentos firmes com a colher no sentido anti-horário;
– Deixe o caldeirão cozinhando por 10 minutos;
– Acrescente 100 mililitros de Suco de Romã na substância e repita os movimentos horários, até que adquira uma coloração esverdeada;- Deixe cozinhar em fogo alto por mais cinco minutos e lembre-se de checar se todas as lesmas foram devidamente dissolvidas. É esperado que o líquido adquira uma coloração turquesa em seguida.

6. Poção da Seca – (15 minutos)
Efeito: Essa poção alivia a dor de quem a ingerir, por exemplo, caso você leve uma facada a dor irá cessar, no entanto você não será curado, é uma uma anestesia.
Ingredientes: 500 mL de água; 3 folhas de Ligústica; Raspa de Bezoar; 100g de pó de Chifre de Árpeu; 15g de Ditamno; 35g de Heléboro; 1 flor de Moly inteira (considerar a raiz).
Cor: Azul.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
  – Pegue o Bezoar, e corte uma parte muito pequena mesmo (do tamanho da sua unha do dedão do pé) e então coloque no caldeirão.
– Raspe bem o Chifre de Árpeu e utilize desse pó na poção.
– Mexa cinco vezes no sentido anti-horário.
– Coloque o Ditamno e deixe a poção descansar por 5 minutos.
– Após esse tempo, acrescente o heléboro juntamente das folhas da Ligústica e mexa uma vez no sentido horário.
– Por fim, coloque a flor de Moly na poção deixando-a cozinhar por mais 15 minutos, até assumir a coloração azul.
– Terminado o tempo, sua poção estará pronta para ser utilizada.

7.Poção Visgal – (52 minutos)
Efeito:  Utilizada como fertilizante de plantas, acelerando a taxa de crescimentos destas em até 600%. Ou seja, uma planta que levaria 1 ano para atingir meio metro de altura, levará apenas 2 meses com a ajuda da poção. O tempo de uma aplicação e outra são de 4 anos para plantas de pequeno porte e 2 anos para médio e grande porte.
Ingredientes: 1,5 litros de água; 120g de visgo (em pedaços, retirar a flor); 7 folhas de limão; 400ml de sangue de lagartixa; 200g de pele de dragão velho raspada; 9 pedaços de raízes (não importa o tamanho desde que não ultrapasse 150g); 120ml de seiva de salgueiro.
Cor: Verde-claro.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
  – Primeiro deixe a água esquentar no caldeirão por aproximadamente 3 minutos (tempo suficiente para a água chegar à ebulição);
– Então ponha visgo, e gire no sentido horário por 10 minutos e depois mais 10 no sentido anti-horário, e deixe descansando por 5 minutos;
– Enquanto a primeira parte da poção descansa, pegue as sete folhas de limão e as banhe com sangue de lagartixa, e passado o tempo do descanso, acrescente as folhas ensanguentadas e mexa bem por 12 minutos (qualquer sentido);
– Então acrescente as raspas de pele de dragão velho, e espere borbulhar (leva um minuto até que isso ocorra);
– E então coloque 9 pedaços de raízes, que logo irão dissolver na poção. (leva em torno de 4 minutos);
– Coloque a seiva de salgueiro na poção e deixe descansando por aproximadamente 8 minutos, até ela atingir a coloração verde-claro.
–  Agora mexa mais um pouco em sentido horário e pronto.

Capítulo VI – Poções do Terceiro Ano.

1. Poção Sacebak (20 minutos)
Efeito: Poção de cura simples que alivia dores de cabeça, sejam naturais ou provocadas por feitiços ou batidas.
Ingredientes: Gengibre; Miolo Mole; Suco de Romã.
Cor: Branca.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo: 
– Preencha um caldeirão com 750 mililitros de água;
– Fatie 400 gramas de Gengibre com o auxílio de uma faca resistente, separando em pedaços pequenos e uniformes;
– Despeje os pedaços de Gengibre no caldeirão e aqueça em fogo baixo por 10 minutos, até que o líquido adquira um tom amarelado;
– Derrame 200 mililitros de Miolo Mole na substância, realizando movimentos leves e horários com a colher no caldeirão até que adquira um tom alaranjado;
– Derrame 100 mililitros de Suco de Romã no recipiente, e aumente para o fogo alto, deixando cozinhar por 5 minutos;
– Mova a colher lentamente no sentido horário, até a substância tornar-se inteiramente branca.

2. Solução para fazer Inchar (15 minutos)
Efeito: Faz com que quem beba inche como um balão, flutuando lentamente.
Ingredientes: Espinhos de Baiacu; 5 Sanguessugas; Muco de Verme-Cego.
Cor: Verde.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
– Preencha um caldeirão com, aproximadamente, 800 mililitros de água;
– Com o auxílio de um pilão, triture 500 gramas de Espinhos de Baiacu, até ficarem bem pequenos e uniformes;
– Com a água ainda em temperatura ambiente, despeje os Espinhos de Baiacu triturados no interior do caldeirão, realizando movimentos contínuos com a colher, de modo a impedir que eles se concentrem no fundo;
– Sem interromper os movimentos, acenda o fogo alto e aqueça a substância durante 7 minutos;
– Quando os espinhos estiverem bem dissolvidos e o líquido amarelado, acrescente 5 Sanguessugas inteiras no seu interior, mantendo uma temperatura média de 90°C;
– Realize movimentos firmes com a colher no líquido, pressionando as sanguessugas contra a parede do caldeirão, a fim de agilizar sua dissolução;
– Com as sanguessugas dissolvidas e o líquido com coloração roxa, despeje 200 mililitros de Muco de Verme-Cego no recipiente, interrompendo os movimentos com a colher;
– Abaixe a temperatura para 65°C e deixe cozinhando por 4 minutos. É esperado que o líquido torne-se esverdeado.

3. Poção do Esquecimento – (10 minutos)
Efeito: Faz com que sejam apagadas as lembranças das últimas 24 horas dequem a ingere.
Ingredientes: 500 ml de água; 200g de Botão-de-Prata;  250g de baço de rato picado; 200g de espinha de peixe-leão em pó; 200g de semente de bardana em pó; 350g de descurainia picada; 100g de urtigas secas.
Cor: Cinza claro.
Frascos: Um.
Modo de Preparo:
   – Prepare uma infusão com o botão de prata;
– Encha o caldeirão com água e espere ferver;
– Acrescente a infusão de baço de rato e tampe a panela, aguardando 5 minutos;
– Acrescente a descurainia e a urtiga e aguarde mais 2 minutos;
– Mexa 3 vezes no sentido anti-horário. Acrescente a espinha de peixe leão em pó;
– Mexa 2 vezes no sentido horário e uma vez no sentido anti-horário;
– Acrescente a semente de bardana em pó;
– Deixe cozinhar até a poção adquirir um tom cinza claro. Deixe maturar por 3 dias.

4. Antídoto Simples (20 minutos)
Efeito: Cura envenenamentos simples, sem riscos fatais.
Ingredientes: Infusão de Losna; 4 Folhas de Urtiga Seca; 7 Presas de Serpente.
Cor: Azul-claro.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo:
– Preencha um caldeirão com, aproximadamente, um litro de água e deixe aquecendo em fogo alto por 5 minutos;
– Quando o líquido estiver fervendo, despeje, com extremo cuidado, nada mais e nada menos que cinco gotas de Infusão de Losna no caldeirão;
– Quanto o líquido adquirir um tom verde-escuro bem forte, utilize uma colher para movê-lo no sentido horário, de modo que a Infusão dilua adequadamente;
– Com o auxílio de uma faca, faça cortes diagonais em 4 Folhas de Urtiga Seca empilhadas uma sobre a outra. Certifique-se de que os pedaços estão bem finos e longos;
– Despeje as Folhas de Urtiga Seca cortadas no caldeirão e deixe cozinhar em fogo médio por 4 minutos;
– Com o auxílio de um pilão, triture cerca de 7 Presas de Serpente Venenosa, de modo a reduzi-las a pó;
– Acrescente as Presas de Serpente trituradas no caldeirão e realize movimentos contínuos no sentido anti-horário, até que a substância adquira uma coloração azul clara.

5. Antídoto para picada de aranha – (20 minutos)
Efeito: Cura picadas de aranha, deve ser ingerida fresca.
Ingredientes: 100g de pelos de acromântula; 150g de pó de chifre de unicórnio; 400ml de água; 3 morangos silvestres.
Cor: Vermelho claro.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
  – Cozinhe os pelos de acromântula e acrescente o pó mexendo no sentidohorário por 5 minutos.
– Corte os morangos em pequenas rodelas e prepare uma infusão com estas;
– Em seguida acrescente a infusão à poção. Mexa-a 8 vezes no sentido anti-horário e congele-a;
– Deixe que o fogo a descongele. Depois que isso ocorrer, mexa a poção 6 vezes no sentido horário e 5 no anti-horário até que ela adquira a coloração vermelho claro.

6. Poção contra Estresse – (20 minutos)
Efeito: Também é conhecida como a Poção da Morte, pois se tomada em dose errada pode causar sérios problemas. Só a use em casos extremamente necessários. Não é recomendada a gestantes ou pessoas com problemas cardíacos. Nunca a tome pura.
Ingredientes: 100g de raiz de camomila picadas; 10g de folhas de valeriana em pó; 15g de sementes de papoula; 350 ml de água; 1 gota de veneno de jararaca; 25g de folhas de parreira-brava.
Cor: Roxo claro.
Frascos: Um.
Modo de Preparo: 
  – Com 100 ml de água faça uma tisana com o veneno de jararaca e as folhas de parreira-brava;
– Com 150 ml de água faça um suco com as sementes de papoula;
– Com 100 ml de água faça uma infusão com a raiz de camomila e as folhas de valeriana;
– Misture o suco e a infusão e macere-as;
– Junte o líquido à tisana e cozinhe por 10 minutos mexendo a cada 2 minutos duas vezes no sentido horário e três vezes no sentido anti-horário;
– Retire do fogo quando a poção emanar uma fumaça de coloração rosa;
– Coe a poção retirando os resíduos da mesma. Macere a poção resultante e devolva-a ao fogo em um caldeirão limpo. Deixe-a cozinhar até que esta adquira um tom roxo clarinho;
– Retire do fogo e deixe-a coberta por 5 minutos.

7.  Antídoto contra Veneno de Serpente –  (15 minutos)
Efeito: Combate o veneno de quase todas as cobras peçonhentas não-mágicas existentes.
Ingredientes: 12 Presas de Serpente; 3 Vagens Soporíferas; Raiz de Asfódelo em Pó.
Cor: Verde-oliva.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
– Preencha um caldeirão com 720 mililitros de água e aqueça até aproximadamente 80°C;
– Com o auxílio de um pilão, triture 8 Presas de Serpente, de modo que fiquem finas como grãos de areia;
– Acrescente as Presas de Serpente trituradas no caldeirão fervente e realize movimentos leves no sentido horário;
– Realize cortes uniformes em 3 Vagens Soporíferas, de modo que cada pedaço tenha aproximadamente 1 centímetro de comprimento;
– Despeje as Vagens Soporíferas picotadas no caldeirão e deixe cozinhar em fogo alto por 10 minutos;
– Despeje, com cuidado, duas colheres de sopa de Raiz de Asfódelo em Pó na substância, que deverá se tornar amarelo-opaca;
– Triture mais 4 Presas de Serpente em um pilão e despeje seu conteúdo no caldeirão;
– Realize movimentos no sentido anti-horário com a colher até que o líquido torne-se verde-oliva.

Capítulo VI – Poções do Quarto Ano

1. Antídoto para a picada de escorpião – (15 minutos)
Efeito: Como o nome já diz, cura picadas de escorpião instantaneamente.
Ingredientes: 2 Penas de Hipogrifo; 50g de Pó de Chifre de Unicórnio; 400 ml de água; 2 morangos silvestres.
Cor: Verde florescente.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
  – Cozinhe as penas de hipogrifo e acrescente o pó mexendo no sentido horário por 3 minutos;
– Corte os morangos em pequenas rodelas e prepare uma infusão com estas;
– Em seguida acrescente a infusão à poção.
– Mexa-a 7 vezes no sentido anti-horário e congele-a;
– Deixe que o fogo a descongele. Depois que isso ocorrer, mexa a poção 4 vezes no sentido horário e três no anti-horário até que ela adquira a cor verde florescente.

2. Elixir Deflator – (15 minutos)

Efeito: Antídoto para a Solução para fazer Inchar.
Ingredientes: Espinhos de Baiacu; 2 Sanguessugas; 1 Cauda de Rato; 6 Folhas de Menta.
Cor: Azul-anil.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
– Preencha um caldeirão com 800 mililitros de água salgada;
– Aqueça a substância em fogo médio por 4 minutos aproximados;
– Triture cerca de 250 gramas de Espinhos de Baiacu com o auxílio de um pilão e despeje na água fervente;
– Realize uma série de movimentos horários com a colher na substância, até que se torne amarelada;
– Despeje um par de Sanguessugas gordas no interior do caldeirão e feche a sua boca com uma tampa, deixando a substância cozinhar em fogo alto por 5 minutos;
– Pique 1 Cauda de Rato em pedaços pequenos e uniformes;
– Remova a tampa e despeje os pedaços de Cauda de Rato na substância, movendo a colher no sentido horário durante o processo;
– Com o auxílio de um pilão, amasse cerca de 6 Folhas de Menta, de modo que formem uma pequena pasta gosmenta;
– Despeje a pasta de Folhas de Menta na substância e deixe cozinhar em fogo lento até que adquira uma tonalidade azul-anil.

3. Poção da Tosse Contínua – (20 minutos)
Efeito: Causa uma crise de tosse em quem a bebe.
Ingredientes: 1 Garganta de Morcego; Raiz de Betônica das Montanhas; Suco de Abóbora.
Cor: Cinza claro.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com 500 mililitros de água e, junto dela, despeje 200 mililitros de Suco de Abóbora.
– Deixe cozinhar a uma temperatura de 90ºC durante 7 minutos e abaixe o fogo para 50ºC em seguida;
– Corte a garganta de morcego em tiras de aproximadamente 3 milímetros e despeje-as dentro do caldeirão. Deixe cozinhar por aproximadamente 3 minutos, até que as tiras se desintegrem por completo;
– Coloque a Raiz de Betônica das Montanhas inteira no líquido e misture duas vezes no sentido horário e um no anti-horário seguidamente, durante 6 minutos (o suficiente para atingir o tom cinza claro);
– Retire os restos da Raiz de Betônica das Montanhas com um pegador de metal pequeno.

4. Poção do Soluço -(30 minutos)
Efeito: Causa uma crise de soluços em quem a bebe.
Ingredientes: 3 Hemeróbios Cozidos; Extrato de Raiz de Cuia; 5 Línguas de Rato.
Cor: Branca.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com 800 mililitros de água e mantenha em fogo baixo durante 5 minutos;
– Enquanto isso, mergulhe as 5 Línguas de Rato em um recipiente separado com uma mistura de água, limão, sal e sementes de maracujá secas até os 5 minutos serem atingidos;
– Retire as Línguas de Rato do recipiente com uma pinça de metal pequena e exprema-as até ficarem parcialmente secas;
– Coloque-as dentro do caldeirão e aumente para fogo alto, já despejando os 3 Hemeróbios Cozidos e mexendo o conteúdo no sentido horário até adquirir uma tonalidade amarelo-claro;
– Despeje 100 mililitros de Extrato de Raiz de Cuia dentro do caldeirão sem parar de mexer, e, quando o ingrediente estiver inteiramente mergulhado na poção, inverta os movimentos da colher para o sentido anti-horário com muita leveza e cuidado até o conteúdo adquirir uma tonalidade branca.

5. Poção de Limpeza –  (20 minutos)
Efeito: Quando passada em superfícies sujas ela retira a sujeira.
Ingredientes: 8 Folhas de Menta; Hidromel; Gengibre
Cor: Azul claro vivo.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com 500 mililitros de água e aqueça em fogo alto durante dez minutos;
– Despeje 8 Folhas de Menta inteiras dentro do caldeirão e comece a mexer com movimentos rápidos no sentido anti-horário, até o ingrediente ser dissolvido e a tonalidade do líquido ser verde clara (aproximadamente 2 minutos);
– Diminua o ritmo dos movimentos e, sem pará-los, despeje lentamente 100 mililitros de Hidromel na substância;
– Deixe a poção descansando durante cinco minutos em fogo médio, e, enquanto isso, rale metade de um Gengibre médio sem casca e sem falhas;   – Despeje o gengibre ralado na poção e mexa cinco vezes seguidas com a colher no sentido horário e uma no anti-horário (o suficiente para a poção se tornar azul claro vivo).

6. Poção de Cura I –  (50 minutos/1 dia)
Efeito: Cura cortes simples e até alguns profundos dependendo a dose, mas, se exagerada pode causar alguns danos colaterais.
Ingredientes: 2 litros de água; ½ fígado de dragão; 300 ml de jurnira; Pele de ararambóia picada; 60g de secreção da Besoura-da-Melancolia; 100g de pó de chifre de bicórnio; Bile de tatu; 50g de pus de bubotúbera; Ditamno; 1 folha de sanguinária.
Cor: Vinho.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
  – Coloque o caldeirão médio em fogo alto e despeje 2 litros de água;
– Pegue um ditamno e o coloque na poção, e mexa por 3 minutos;
–  Coloque uma folha de sanguinária junto com a pele de ararambóia picada. Deixa que descanse por 5 minutos;
– Despeje 300 ml de jurnira na poção e mexa por 7 minutos no sentido anti-horário;
– Lentamente coloque 60g de secreção da besoura-da-melancolia enquanto mexe oliquido do caldeirão com a outra mão;
–  Corte ½ fígado de dragão em vários pedaços pequenos e os coloque um por um no caldeirão. Deixe que descanse por 10 minutos.
– Com uma colher coloque 100g de pó de chifre de bicórnio dentro de um bile de tatu e ponha na poção. Mexa por 4 minutos no sentido horário e deixe que descansepor 20 minutos.
– Por fim coloque 50g de pus de bubotúbera no liquido do caldeirão e mexa por 2 minutos no sentido anti-horário. Deixe que descanse por um dia inteiro e ai a poção estará realmente pronta para ser bebida;

P.S: Para proteger o caldeirão de insetos etc. durante o descanso de um dia inteiro, use um grande lenço de seda negro por cima. Após o um dia passar, encha um garrafãomédio com o liquido da poção, usando de uma concha e um funil para isso.

Capítulo VI – Poções do Quinto Ano

Nota: A partir do Quinto Ano, algumas poções exigem alguns matérias especiais,que serão citados em Necessidades.

1. Poção do Gary ou Antídoto para Amortentia – (30 minutos)
Efeito: Elimina imediatamente os efeitos da poção Amortentia.
Ingredientes: 3 Fungos de Ditamno; 4 Ovos Congelados de Chizácaro; Sangue de Salamandra; 2 Biles de Tatu.
Cor: Azul.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo:
– Preencha um caldeirão com, aproximadamente, 700 mililitros de água e deixe cozinhar em fogo baixo por 5 minutos;
– Fatie 3 Fungos de Ditamno com o auxílio de uma faca de modo que cada pedaço apresente, aproximadamente, 2 centímetros;
– Despeje os pedaços de Ditamno no caldeirão fervente e, com o auxílio de uma colher, faça movimentos no sentido horário até que a substância se torne vermelha;
– Aumente o fogo do caldeirão para alto e deposite 4 Ovos de Chizácaro inteiros dentro da substância;
– Deixe os Ovos de Chizácaro cozinhando por aproximadamente 10 minutos, até que eclodam sozinhos;
– Despeje, com cautela, 300 mililitros de Sangue de Salamandra no interior do caldeirão e, com o auxílio de uma colher, realize movimentos leves no sentido anti-horário, até que o líquido se torne amarelo.
– Deixe a substância cozinhando em fogo médio por 8 minutos;
– Aproveite o tempo para amassar duas Biles de Tatu contra o tablado, de modo que fiquem bem moles e sem consistência;
– Despeje as duas Biles de Tatu no interior do caldeirão depois de cozido, realizando movimentos anti-horários com a colher até que o líquido se torne azul.

2. Fadicida – (20 minutos)
Efeito: Afasta fadas comuns, fadas mordentes ou diabretes da Cornualha. Pode ser nocivo em grandes quantidades.
Ingredientes: 4 Asas de Fada; 6 Dentes de Diabrete da Cornualha; 5 Ovos de Fada Mordente; Infusão de Losna.
Cor: Cinza.
Frascos: Quatro.
Modo de Preparo:
– Preencha o caldeirão com 900 mililitros de água e deixe cozinhar em fogo alto por 5 minutos;
– Despeje no interior do líquido fervente 4 Asas de Fada inteiras e bem conservadas;
– Realize movimentos horários com uma colher de madeira até que a substância se torne rosa-choque;
– Triture cerca de 6 Dentes Afiados de Diabrete da Cornualha em um pilão, até que se tornem finos como areia;
– Deposite os Dentes de Diabrete no interior do caldeirão e realize movimentos no sentido anti-horário com a colher, até que a substância se torne azulada;
– Deposite 5 Ovos de Fada Mordente inteiros dentro do caldeirão e mantenha o fogo alto por 10 minutos, tempo aproximado suficiente para que os ovos eclodam sozinhos;
– Com muito cuidado, despeje 7 gotas de Infusão de Losna na substância fervente, desligando o fogo em seguida;
– Realize movimentos anti-horários no caldeirão até que o líquido se torne cinzento.

3. Poção de Cura II – (30 minutos)
Efeito:  Esta poção tem o poder de restituir uma cicatriz (não causada por magia) ou o local atingido por uma queimadura, seja ela de 1º, 2º ou 3º grau.
Ingredientes: 700 ml de água; 1 folha de acônito lapelo; 1 pedra da lua; 1 folha de bubotúbera; 1 botão de prata; 1 folha de descurainia; 2 folhas da sanguinária; 100g de cerdas de porco-espinho.
Cor: Verde limão.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
  – Primeiramente pegue o caldeirão menor e coloque 300 ml de água.
– Coloque a folha de acônito lapelo dentro deste caldeirão menor e ligue o fogo.
– Coloque a pedra da lua dentro do caldeirão pequeno assim que o liquido nele começar a ebulição.
– Desligue o fogo deste caldeirão e deixe-o de lado.
– Ligue o fogo do caldeirão médio e coloque 400 ml de água no recipiente.
– Pese e despeje 200g de jurnira (uma pasta rosada que parece plástico) na poçãoe mexa por cinco minutos.
– Coloque a folha de bubotúbera na poção. Assim que começar a borbulhar jogueas 100g de cerdas de porco-espinho no liquido meio-pastoso que se formou na poção e mexa por três minutos e abaixe o fogo.
– Coloque a folha de descurainia junto com as duas de sanguinária na poção.
– Pegue o caldeirão menor e despeje o liquido que há dentro dele (sem a folha deacônito e nem a pedra da lua) dentro do caldeirão médio.
– Pese e despeje outras 200g de jurnira na poção. Mexa por quatro minutos.
–  Coloque o botão de prata sobre a poção e o afunde.
– Espere dez minutos e mexa quatorze vezes no sentido horário.
– Desligue o fogo e espere a pasta esfriar.

4. Poção Eftychía – (20 minutos)
Efeito: É uma poção inalada que causa um tipo de felicidade momentânea. É usada geralmente para animar ou acalmar a pessoa de algum estresse, deixando-a sem sanidade, boba.
Ingredientes: 700 ml de água; 150 ml de álcool; 2 folhas de arruda; 1 folha de betônica; 3 flores de cocleária recém-arrancadas; 100g de sementes de romã; 4 ferrões de gira-gira; 14 fios de água-viva; 7 olhos secos de besouro.
Cor: Amarelo claro.
Frascos: Um.
Modo de Preparo:  – Usando um caldeirão médio, ligue em fogo médio e coloque 700 ml de água;
– Jogue 7 olhos secos de besouros na água e mexa por 2 minutos;
– Despeje 150 ml de álcool liquido na poção. Mexa por um minuto;
– Coloque duas folhas de arruda dentro do caldeirão juntamente com uma folha de betônica. Mexa quatro vezes no sentido horário.
– Pegue três folhas de cocleária recém-arrancadas e as amasse num pilão,deixando que sua úmida seja extraída e coloque-as na poção. Mexa por 2 minutos;
– Usando aproximadamente três romãs, retire todas suas sementes e as coloque no liquido do caldeirão. Mexa por 3 minutos.
– Com cuidado (conselho: use luvas) coloque 4 ferrões de gira-gira na poção.
– Em seguida (preferencialmente ainda usando luvas) coloque um por um, 14 fiosde água-viva no caldeirão.
– Mexa por 9 minutos no sentido horário.
– Desligue o fogo quando a poção adquirir o tom amarelo claro.

5. Poção Estimulante – (15 minutos)
Efeito: O efeito da poção é simplesmente estimular o poder do bruxo, a poção estimulante é uma das mais fáceis de serem feitas, alem de ser útil no dia-a-dia de qualquer bruxo que use magia por muito tempo e também por estudantes em época de NOMs ou NIEMs, já que os mesmos tem que treinar todos os feitiços aprendidos durante os outros anos de estudo.
Ingredientes: meio caldeirão com água; chifre de bicórnio; raiz de mandragora.
Cor: Amarelo claro.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
   – Com a água no caldeirão adicione o chifre de bicórnio e a raiz de mandragora.
  –  Acenda o caldeirão e comece a mexer a solução energicamente, quando a substancia começar a ferver deve-se esperar até que a poção fique homogênea.
  – Após isso a poção já poderá ser tomada.

Capítulo VI – Poções do Sexto Ano

1. Poção Darativa – (35 minutos)
Efeito: A poção Darartiva tem os mesmos princípios da Poção Regeneradora, no entanto tem uma complexidade maior e não é usada em fins de cicatrização ou recuperação de tecido, e sim para forçar as células da respectiva parte a complementarem partes maiores que não seriam obtidas com a Poção Regeneradora. Como por exemplo, a perda de um dedo, com o uso da poção Darartiva, isto iria se recuperar lentamente. Em casos profundos o uso deverá ser freqüente (dia após dia) durante o tempo necessário para reformar a respectiva parte, porém quanto maior a parte a ser recuperada, menor a porcentagem de perfeição (não recuperara perfeitamente aparte do tecido perdida, exemplo: um braço).
Ingredientes: 1,7 L de água; 240g de bezoar; 40cm² de pele de erumpente; 300g de menta¼ de um coração de crocodilo recentemente adquirido; 20 olhos secos de besouros; 10g de pó de heléboro; 700g de jurnira (uma substanciaencontrada nos olhos de gigantes); 1 folha de ligústica.
Cor: Azul marinho.
Frascos: Um.
Necessidades:
  – Um caldeirão grande; um caldeirão médio; Faca; Balança; Colher; Pilão; Coador; Concha; Copo graduado; Frasco; grande Funil.
Modo de Preparo:
   – No caldeirão grande colocar um litro de água;
– Pese antes de colocar, 700g de jurnira, e os coloque no caldeirão.
– Mexa por cinco minutos. Acenda em fogo baixo. No caldeirão médio coloque 700 ml de água e acenda o fogo alto. Coloca-se 20 olhos secos de besouros no caldeirão médio. Depois corte um quarto do coração de crocodilo (deve estar fresco) e coloque-o num pilão para que extraia bem o sangue e o derrame no liquido do caldeirão, junto com o músculo. Mexa a poção por três minutos.
– De forma bem contada coloque 10g de pó de heléboro no caldeirão menor e mexa cinco vezes no sentido horário. Corte uma pele de erumpente em 40cm² e depois separe em vários quadradinhos. Coloque-os no caldeirão menor e deixe-o descansar por 5 minutos. Após esse tempo mexa a poção por 2 minutos no sentido horário.
– Coloque dentro do caldeirão maior um bezoar de 240g. Voltando ao caldeirão médio. Coloque uma folha de ligústica no liquido da poção e mexa quatro vezes no sentido anti-horário.
– Por fim da utilização dos ingredientes, pese 300g de menta e coloque dentro do caldeirão médio. Mexa 7 vezes e deixe-o descansar por 5 minutos. Após os cinco minutos, mexa a poção 10 vezes. Abaixe o fogo e retire com uma concha uma porção de liquido do caldeirão médio e leve até um copo graduado e utilize um coador para extrair as impurezas.
– Repita o processo até encher 400 mL de liquido no copo graduado (sem outros resíduos encontrados no caldeirão médio). Despeje todo o liquido do copo graduado dentro do caldeirão grande. Retire o bezoar.
– Mexa o caldeirão grande por sete minutos até a pasta ficar branca e um pouco aguada (lembrando, por exemplo, um creme de leite).
– Coloque o bezoar bem murcho e úmido no pilão e o esprema até ficar totalmenteamassado. Logo o corte em pedaços muito pequenos e despeje na poção.
–  Com a colher mexa por 3 minutos a pasta e desligue o fogo.

P.S: Com uma colher limpa retire toda pasta branca do caldeirão grande e encha umcopo graduado ou até onde der para encher, caso não o complete. Use um funil num frasco grande e despeje toda a poção dentro do mesmo. Coloque a Darartiva no escuro úmido e deixe-a lá por um dia inteiro, conservando-a. Após isso poderá se usá-la, quando ela adquirir um tom azul marinho.

2. Poção do Engano –  (50 minutos)
Efeito: A  poção do engano torna desiludido aquele que a bebe. Trocando qualquer informação para um lado contrário sem deixar transparecer engano algum nisso, muitas vezes usando de artifícios muito bons para convencer a pessoa do errado. Se no caso for contar uma verdade, falará como mentira, e vice-versa.
Ingredientes: 1,2 L de água; 450g de pó de heléboro; 2 ferrões de gira-gira; 1 ovo de farosutil; 2 ovos de fada mordente; 1 pedra da lua pequena; 25g de cerdas de porco-espinho4; 0g de secreção de bandinho; 4 folhas de menta; 1 flor de moly.
Cor: Cinza
Frascos: Três.
Necessidades: 
  – Um caldeirão médio; três colheres de prata; Duas tigelas fundas de porcelana; uma tábua de madeira forte(salgueiro); uma balança; Faca; Luvas; Óculos de proteção; Coador; Copo graduado; Funil; 3 frascos escuros; Concha.
Modo de Preparo:
   – Coloque primeiramente um litro de água dentro do caldeirão;
– Coloque para ferver em fogo médio e espere o ponto de ebulição;
– Pese 450 g de pó de heléboro e de maneira lenta coloque-o na água;
– Com uma colher mexa por dois minutos no sentido horário;
– Desligue o fogo e espere meia hora. Nesse período de trinta minutos pegue o ovo de farosutil e quebre-o colocando o conteúdo dentro de uma tigela de porcelana. Pegue uma segunda colher emexa por cinco minutos o conteúdo do ovo de farosutil e coloque na poção.
– Novamente usando a primeira colher, mexa por três minutos o liquido dentro do caldeirão.
– De um frasco coloque 40g da secreção de bandinho na poção.
– Espere o resto do tempo de meia hora terminar. Coloque a poção para ferver novamente, agora em fogo alto.
– Pegue a pedra da lua de tamanho pequeno e coloque dentro de mais uma tigela de porcelana, junto com 200 ml de água.
–  Calcule aproximadamente 25g de cerdas de porco-espinho e as jogue na poção.
–  Com a colher pegue um pouco de água e molhe ao redor do pilão, deixando-o úmido apenas. Logo depois coloque as quatro folhas de menta e as esprema bem até que se obtenha o liquido das folhas. Despeje tudo na poção e deixe queas gotas do suco de menta caiam até o final.
– Mexa a poção por aproximadamente três minutos.
– Usando as luvas, pegue os dois ferrões de gira-gira e os esprema com o lado da faca na tábua de madeira. Coloque então na poção e abaixe o fogo.
– Tire a pedra da lua pequena da tigela e a coloque dentro da poção. Deixe que descanse por meia hora em fogo alto.
– Ao atingir meia-hora o liquido do caldeirão estará borbulhando, e éa conselhado colocar então um óculos de proteção.
– Por último, use a varinha para limpar a primeira tigela e quebre os dois ovos da fada mordente e despeje o conteúdo no recipiente. Mexa por quatro minutos eponha-o na poção.
– A poção deve ser mexida no sentido anti-horário por sete minutos.
– Coloque a flor de moly boiando na poção. Deixe por vinte minutos descansarem fogo baixo.
– Após os vinte minutos desligue o fogo e note que a poção ficou com um tom cinza.

P.S: Após terminar a poção pegue um copo graduado como recipiente maior, umaconcha e um coador. Mergulhe a concha no liquido da poção e enchendo-a despeje dentro do copo graduado usando o coador como intermédio, para fazer a purificação. Repita o processo novamente até encher todo o copo graduado, que ficará aproximadamente com 375 ml.   Usando um funil poderá se passar essa poção para pelo menos três frascos (escuros) com conteúdo de 125 mL.

3. Poção para Envelhecer – (7 horas)
Efeito: Envelhece quem a ingerir, dependendo da quantidade que sua dose tiver.
Ingredientes: 300 mL de água; 70g de muco de verme gosmento; 7 Olhos secos de besouro; 3 botões-de-prata; 20cm² de pele humana; 2 Guelrrichos; 1 sanguinária.
Cor: Preta.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:  
– Coloque os 300 mL de água no caldeirão e deixe ferver por 4,5 minutos;
– Corte em vários quadrinhos a camada de pele humana e despeje no caldeirão;
– Pique os dois guelrrichos com tamanhos minúsculos e vá mexendo a poção nosentindo horário enquanto os põe;
– Acrescente os 7 olhos de besouro na poção e mexa 4 minutos no sentido anti-horário;
– Amasse bem os botões-de-prata numa tigela e coloque-os calmamente no caldeirão e mexa por 3 minutos. Deixa o liquido descansando por uma hora a fogo baixo.
– Então acrescente as 70g de muco de verme gosmento e mexa por 3,5 minutos.
– Por fim, corte muito bem a sanguinária e despeje na poção. Descanse-a por 5 horas, então ela irá adquirir a cor preta.

4. Poção do Morto-Vivo – (10 minutos)
Efeito: Garante a quem a bebe um sono profundo e sem sonhos por até 12 horas,se preparada corretamente.
Ingredientes: 5 Folhas de Losna; 400g de raiz de Asfódelo em Pó.
Cor: Amarelo-dourado.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
  – Prepare uma infusão com as folhas de losna;
  – Despeje-a em um caldeirão e leve ao fogo;
– Quando ferver acrescente a raiz de asfódelo em pó;
– Após isso, mexa por 3 minutos no sentido horário;
– Sua poção estará pronta quando ela apresentar a coloração amarelo-dourado.

Capítulo VI – Poções do Sétimo Ano

1. Poção da Incoerência – (30 minutos)
Efeito: Diminui a velocidade das sinapses cerebrais, deixando quem a bebe debilitado mentalmente.
Ingredientes:  300 mL de água; 3 Lesmas; 200ml de Secreção de Bandinho; 10 Espinhos de Ouriço do mar; 4 Bubotúberas; 2 Ovos de Farosutil; 1 flor de Moly (inteira).
Cor: Vermelho escuro.
Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
   – Corte as cabeças das lesmas e ponham na poção, seus corpos joguem fora ou dê em o fim que quiserem.
– E mexa por 10 minutos. Acrescente os espinhos de ouriço e deixe descansar por 5 minutos.
– Adicione as bubotúberas e desligue o fogo. Então ponha a flor de Moly, e deixe a poção avermelhar. (o que levará em torno de 12 minutos).
– Agora coloque a secreção de bandinho junto com os ovos de Farosutil (inteiros,sem quebrar).
–  Deixe a poção descansar por mais 8 minutos.
– Após o tempo indicado a poção estará pronta para uso quando assumir um tom vermelho só que mais escuro.

2. Poção Polissuco – (30 dias)
Efeito: Faz com que o bruxo assuma a forma de outro temporariamente, dura apenas uma hora.
Ingredientes: 1kg de hemeróbios (serão cozidos durante 21 dias, é o processo mais longo da poção polissuco); 20 sanguessugas; 3kg descurainia colhida em lua cheia; 5 sanguinárias; pó de chifre de bicórnio (é usado 2 vezes na poção); 1m de pele de ararambóia que devem estar picados em pedaços exatamente iguais; 1 pedaço da pessoa em que se quer transformar (recomendamos usar o cabelo)
Cor: Cinza.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
   – Deve-se adicionar 1 litro de água no caldeirão e logo após isso acender o mesmo.
– Depois adiciona-se 30g de pó de chifre de bicórnio e a poção deve adquirir uma superfície prata e espelhada, deixe essa solução cozinhar por 10 minutos, após o cozimento.
– Adicione as sanguessugas misturando a poção três vezes no sentido horário e uma vez no sentido anti-horário.
– Após esse processo deve-se deixar a solução cozinhar por 2 dias em fogo lento.
–  Pegue a descurainia em uma noite de lua cheia, pese e depois coloque 3kg dela no caldeirão, depois acrescente na solução as sanguinárias e 30kg de pó de chifre de bicórnio.
– Após isso deixe a poção cozinhar por 15 dias inteiros. Após Ter passado os 15 dias, acrescente a solução os pedaços iguais da pele de ararambóia e deixe a poção cozinhar por 15 minutos em fogo alto, depois deixe a solução em fogo baixo novamente e espere os dias do cozimento dos hemeróbios.
– Depois de ter os hemeróbios prontos acrescente-os a poção, tire a solução do fogo, a poção deve atingir um tom escuro e um aspecto lamacento e viscoso.
– Após isso coloque o pedaço da pessoa em que se quer transformar e logo a poção irá assobiar como se fosse uma chaleira fervendo, também ira espumar e mudara sua cor para cinza.
– Após esse processo a poção já pode ser ingerida.

3. Poção Drenhose – (13 minutos)
Efeito: Uma poção que faz com que as pessoas não sonhem ao dormir. É muito útil para evitar pesadelo e insônia.
Ingredientes: 5 pêlos de cavalo-do-lago; 15 pêlos de urso polar (devem ser retirados na temporada de hibernação); 2 gotas de veneno de seringa; ½ litro de leite
Cor: Cinza claro.

Frascos: Dois.
Modo de Preparo:
   – Primeiramente deve-se despejar o leite no caldeirão e mexe-lo no sentido horário até ferver, depois deve-se despejar o veneno de seringa no caldeirão e misture a poção mexendo no sentido anti-horário ate que ela ganhe um tom cinza escuro.
  – Acrescente os pêlos de cavalo-do-lago e os pêlos de urso polar, esse processo deve deixar a poção com a cor cinza bastante claro em 5 minutos,
  – Por ultimo deve-se deixar a poção esfriar para então poder ser usada.

Capítulo VI – Outras Poções

1. Soro da Verdade ou Veritaserum – (Aproximadamente 25 dias)
Efeito: A Veritaserum tem um poder de induzir tão grande àquele que a ingerir a contar a verdade que apenas três gotas bastariam para fazer o bruxo ser tomado pela forçada poção.
Ingredientes: 1,6 L de água; 1 pena de dedo-duro; 1 folha de beladona; 1 folha de acônito lapelo; 1 folha de acônito licoctono; 1 folha de descurainia; 3 folhas de aliquente; 100g de pó de chifre de bicórnio; 1 sanguessuga.
Cor: Incolor.
Frascos: Um.
Necessidades: 
  – 1 caldeirão médio; 1 colher de ouro; Balança; Faca; Pilão; Concha; 1 Frasco pequeno de cristal de 25 ml; Uma toalha de seda negra; Funil
Modo de Preparo:
   – Coloque o caldeirão em fogo alto e despeje todo o 1,1 L de água dentro do mesmo;
–  Espere quinze ou vinte minutos e baixe o fogo. Então dobre a folha de acônito lapelo até estar bem junta;
– Coloque a folha de acônito de lapelo dobrada no pilão e soque-a bem até estar bem despedaçada e soltando certo liquido. Coloque a folha despedaçada no caldeirão e deixe que escorra o liquido que dela saiu;
– Mexa a poção por um minuto no sentido anti-horário;
– Dobre também a folha de acônito licoctono, mas desta vez irá pegar a faca e cortar em diversos quadradinhos muito pequenos e colocará na poção;
– Mexa o liquido do caldeirão por dois minutos;
– Coloque a folha de descurainia inteira, sem nenhuma alteração e use a colher para afundá-la;
– Deixe que a poção descanse em fogo baixo por uma hora. Depois desse tempo,desligue o fogo e coloque uma toalha de seda negra por cima do caldeirão, deixando que descanse por duas horas;
– Passada duas horas, retire a toalha de seda e ligue o fogo novamente, deixando-o baixo;
– Dobre quatro vezes a folha de aliquente e a coloque no pilão, junto com 20g depó de c chifre de bicórnio e soque tudo até perceber que houve uma mistura;
– Com ajuda da colher retire a folha de aliquente misturada com o pó de chifre de bicórnio e coloque dentro do caldeirão;
– Mexa por cinco minutos no sentindo anti-horário;
– Corte as outras duas folhas de aliquente em tiras pequenas e coloque-as uma auma no caldeirão;
–  Em seguida coloque as 80g do pó de chifre de bicórnio. Espere dez minutos e mexa a poção quinze vezes no sentido horário;
– Coloque novamente a tolha de sega negra por cima do caldeirão e desligue o fogo. Deixe que a poção descanse por doze horas;
– Doze horas depois, pegue uma sanguessuga recém-morta e a corte em diversos pedaços e a coloque na poção;
– Mexa então por seis minutos no sentido anti-horário;
– Desligue o fogo e deixe a poção descansar no escuro (sem toalha de seda) por quatro horas;
– Após as quatro horas coloque a pena de dedo-duro no caldeirão e despeje 500ml de água na poção e mexa por três minutos;
– Ligue o fogo médio e deixe que a poção entre em ebulição (até que comece aborbulhar);
– Nesse tempo corte a folha de beladona em quadrados médios.
– Enquanto a poção estiver borbulhando (use óculos de proteção) vá colocando um a um os pedaços da folha de beladona;
– Desligue o fogo e após parar de borbulhar mexa a poção durante um minuto no sentido horário.
– Use novamente a toalha de seda no caldeirão e deixe que a poção descanse por aproximadamente 25 dias inteiros no escuro, de preferência em um local úmido.

Terminado os dias se apodere de um funil, de uma concha e de um frasco que tenha 25 ml.   Mergulhe a concha na poção e retire apenas liquido (cuidando para não pegar nenhum pedacinho de uma das folhas ou da sanguessuga). Com cuidado despeje no funil para que entre no frasco de cristal. Use apenas uma dose de 25 ml por poção.

Conselho: Não seja pego com essa poção, só pessoas do ministério tem posse de sua formula e uso.

2. Inferi – (Tempo Indeterminado)
Efeito/Explicação: Inferi são artes das trevas macabras, acontecem quando uma pessoa é morta, e uma parte de seu corpo (ou todo o defunto) é reanimada por um bruxo das trevas. Inferi atacam qualquer coisa que eles veem em sua frente, o modo de preparar é quase igual o de uma horcrux, é necessário uma poção. A poção no caso dos Inferi serve para dar a certa inteligência e o determinar do comando do bruxo após que os dois feitiços forem feitos.
Ingredientes: 4L de água; 2 ovos de farosutil; Pedaços de corpo humano (vários, e de preferência braços e mãos, ou então um defunto completo); 1 bezoar; 5L de sangue humano; Acônito lapelo; 1 bubotúbera
Cor: Preta.
Frascos: Um.
Modo de Preparo:
  – Primeiramente deve se colocar um caldeirão de tamanho grande no local de preparo e despejar os quatro litros de água.
– Ao seu redor, quase junto do mesmo, colocar velas. Então deve se despejar todos os pedaços de corpo humano ou o defunto inteiro (lembrando que se forem usados pedaços não deve se usar o defunto, e vice-versa) no caldeirão
–  Então coloca-se os cinco litros de sangue humano no caldeirão. Mexa por vinte minutos Coloca-se então o acônito lapelo na poção. Deixa-a descansando por uma hora.
– Deve então ser colocada a bubotúbera, e por fim o bezoar. Depois disso, deve-se apagar as velas, e deixar a poção descansando até a próxima lua cheia, com o fogo alto.
– Após esse meio tempo, o fogo deve ser desligado. Então os pedaços de corpo humano (ou o defunto) devem ser retirados do caldeirão.
– Desenhe um pentagrama (estrela de cinco pontas dentro de um circulo) no chão, de aproximadamente uns três metros. O pentagrama é a simbologia de bruxos das trevas.
– Ai coloca-se todos os pedaços de corpos no pentagrama. As palavras a serem pronunciadas são:
“Höä jälüjfä mü ïfnäjfü ëk ëcdëk ä jäkköklïlä äkkäk lüjgük ëpüjë”
– Esta é a linguagem ofidioglota para os dizeres da poção. Significa:
“Que retorne do inferno as almas e ressuscite esses corpos agora”

3. Poção Mata-Cão – (40 minutos/1 dia)
Efeito: Esta poção é destinada a lobisomens. Seu efeito é dar consciência ao transformado, tendo assim maior controle sobre si mesmo.
Ingredientes: 100g de Acônito Licoctono picado; 120g de Pedra da Lua em lascas; 50g de folhas de menta picadas; 2 ovos de Farosutil; 50g de Bezoar 150g de folhas de losna; 200 mL de água.
Cor: Marrom.
Frascos: Três.
Modo de Preparo:
   – Prepare uma infusão com as folhas de losna.
– Pegue o bezoar e o esmague até obter uma massa, que lembre um purê.
– Coloque-a no caldeirão e acrescente a infusão que fez há pouco.
– Mexa por 15 minutos no sentido anti-horário.Após isso, coloque os ovos de farosutil inteiros e deixe descongelar, pois assim ele se quebrará, este processo pode levar 10 minutos.
– Então mexa por 10 minutos o líquido no sentido horário. Depois jogue as folhas de menta e deixe a poção descansando por 5 minutos.
– Jogue as lascas de pedra da lua, e tampe seu caldeirão.Por fim colocar o acônito e retirá-la do fogo.
– Guarde em um frasco de vidro escuro e deixe-a em um lugar escuro e úmido para maturar de um dia para o outro.
– Você saberá que ela está pronta quando ela adquirir o tom marrom.

4. Poção Esquelesce – (20 minutos)
Efeito: Faz ossos crescerem novamente, possui um gosto horrível.
Ingredientes: meio caldeirão de água e azeite; ossos de dragão; birita em pó; visgos fumegantes das montanhas de fogo; sangue prateado de unicórnio (o unicórnio tem que ter sido morto por uma causa boa, como por exemplo morte natural); pó de chifre de um rinoceronte; 1 pedra da restauração; 2 folhas de 2 figueiras cáusticas da abissínia; 10 lágrimas de uma fênix adulta; 1 pena de falcão.
Cor: Vinho.
Frascos: Cinco.
Modo de Preparo:
   – Deixe no caldeirão a mistura de água e azeite, mas essa mistura deve ir ate a metade do caldeirão, coloque essa mistura para ferver.
– Quando começar a fervura acrescente, os ossos de dragão, a birita em pó, os visgos fumegantes das montanhas de fogo.
– Mexa por 5 minutos no sentido horário e acrescente o sangue prateado de unicórnio, o pó de chifre de rinoceronte, a pedra da restauração, as folhas de figueiras cáusticas da abissínia, as lágrimas de fênix e a pena de falcão, respectivamente.
– Depois de todos os ingredientes acrescentados no caldeirão na ordem correta, deve-se mexer a solução lentamente e com precisão em fogo alto, até que a substancia fique homogênea, espumante e com o tom vinho.
– Apague o fogo e a solução produzira uma fumaça, a poção já poderá ser usada.