Ano xlvi - Aula 03: Diagnósticos [Reposição]

ASM – Academia Stregheria de Magia

Ano 046-XLVI: Aula III de Medibruxaria

Professora: Dhara Helye Everglot Abramowitz

Assunto: Diagnósticos

 

RESUMO

Para haver um tratamento adequado e eficiente é indispensável um diagnóstico rápido e correto à cerca do agravo que acometeu a vítima. Um bom diagnóstico inicia com a obtenção de toda a informação que puder conseguir sobre a situação, isto é possível com uma minuciosa observação do espaço em volta – em caso de acidentes. E todas as características perceptíveis no corpo da vítima, quando acometido por doenças.

Há dois tipos de diagnóstico, objetivo e subjetivo. No primeiro, foca-se estritamente ao mal sobrecaído no corpo da vítima, como ferimentos, lesões, fraturas. No segundo, o foco são as consequências que as lesões trarão para a vítima, como déficit nas suas atividades diárias posteriores ao acidente ou doença em questão.

Em situações de emergência, o diagnóstico inicial baseia-se na objetividade – nas situações de risco de morte – avaliando o estado geral à procura de lesões graves, hemorragias, dificuldades respiratórias. Enfim, procura-se qualquer anomalia que seja um perigo iminente à vida do paciente.

Passado o primeiro momento, a fase crítica, é chegada a hora do Medibruxo analisar quais os impactos que aquela situação pode gerar na vida futura da vítima e trabalhar para diminuir tais consequências.