Nota Oficial: Chapéu Seletor

Durante os últimos dias tenho lido em nosso chat mensagens públicas com tom de ironia e deboche por parte de membros da casa Ifrit contestando a honestidade do chapéu seletor da ASM que, segundo eles, “se recusa” a selecionar membros para a casa em questão.

Normalmente não costumo responder de forma oficial este tipo de acusação, preferindo tratar pessoalmente. Porém, como a Ifrit se encontra atualmente no último lugar da Copa das Casas e com baixa presença de alunos, infelizmente acaba ganhando força entre os que gostam destas teorias conspiratórias.

É uma acusação que não apenas fere a honra da ASM, como também ataca diretamente a minha pessoa, na condição de fundador, desenvolvedor e mantenedor do site.

Durante os quase 11 anos da ASM (que serão completos no próximo dia 26), sempre procuramos manter um equilíbrio no sistema de seleção das casas, por vezes de forma manual mas, na maior parte do tempo, de forma automatizada como é hoje, já tendo passado por diversos algorítimos diferentes.

Infelizmente, nem sempre apenas a seleção é suficiente para manter um equilíbrio entre as casas. O fator humano é fundamental e aqui entra a responsabilidade dos próprios membros, principalmente o professor-chefe e os monitores, mas é uma responsabilidade que se aplica a todos os alunos.

Desde a volta do RPG, após seu último hiatus, temos visto muitas pessoas se mobilizando, chamando de volta antigos colegas de casa ou recepcionando e ajudando os novos que aparecem. É importante lembrar que nenhuma casa possui monitores neste momento, eliminando qualquer argumento neste sentido. Os alunos querem que sua casa seja forte, independente de cargos, e suas casas colhem os frutos.

Para reforçar os argumentos, trago alguns números. Após anúncio oficial da volta do RPG até a o início da redação desta nota, um total de 77 seleções foram realizadas pelo sistema, com os seguintes resultados:

Ifrit: 19 (24,7%)
Shiva: 22 (28,5%)
Ixion: 17 (22,1%)
Bahamut: 19 (24,7%)

Apesar de uma natural variação nos números que, por motivos óbvios, nunca serão idênticos, percebe-se um claro equilíbrio, com cada uma das casas se aproximando do número ideal de 25% (um quarto). Numa amostragem de 77 pessoas, a diferença entre as casas com mais e menos seleções é de apenas 5, uma margem de erro perfeitamente aceitável.

Mais importante ainda: a casa com menos seleções, que teria mais argumentos para se dizer prejudicada, é a atual líder da Copa das Casas, com desempenho destacado até aqui.

Para encerrar qualquer dúvida, deixo no fim deste post a tabela com os IDs de cada aluno selecionado para a casa Ifrit no período supracitado juntamente com o registro do momento de suas seleções. Mas nada disso seria necessário, pois qualquer um pode usar o sistema de busca oficial do site, simplesmente inserindo o nome da sua casa.

Portanto, pensem duas vezes antes de atacar a honra alheia e reflita sobre suas próprias ações. Finalizo pegando emprestada a famosa citação do ex-presidente americano John Kennedy, realizando uma pequena adaptação: “Não pergunte o que sua casa pode fazer por você. Pergunte o que você pode fazer pela sua casa.”

Atensiosamente,

Nicholas Galahad

ifrit table