Ano XXI – Exames Finais

Comunidade mágica de Stregheria, é com grande prazer que anuncio a iminência dos Exames Finais do Ano Letivo XXI, que ocorrerão entre Sábado, dia 11 e Quinta-Feira, 16 de Junho. Agregadas a esse anúncio, vêm, indispensavelmente, algumas outras informações,  a saber:

Os professores devem postar seus testes entre Sábado, dia 11, às 00h01 e Domingo, dia 12, às 23h59. O não cumprimento de tal especificidade por algum professor poderá acarretar sua demissão;

  • Pede-se, para que os boletins sejam divulgados o quanto antes, (a partir de Sábado, logicamente) que as notas obtidas pelos alunos sejam enviadas para a diretoria (diretoria@asmrpg.com.br) até Quinta-Feira, dia 16, às 23h59. O atraso, outrossim, pode implicar demissão e protelamento na emissão dos boletins;
  • Os membros do corpo docente têm relativa liberdade quanto à elaboração de seus exames. Não há um número determinado de questões, um nível determinado de dificuldade para elas, qualquer tipo de restrição quanto à divisão da avaliação por anos (desde que ela seja feita, e se não explicitada na prova por meio de uma separação por tópicos, esteja especificada nas instruções) ou ao tipo de prova (dissertativa, objetiva ou mista; teórica, prática ou mista). A decisão publicada neste tópico considera que os professores têm bom senso, de outro modo não seriam escolhidos para ministrar aulas em nossa tão importante Academia. Cabe esclarecer que a diretoria pode, sim, vetar uma prova que, a seu ver e ao do Conselho constititua uma afronta às propostas desta instituição, por ser demasiadamente difícil ou fácil, possuir incorreções gramaticais que prejudiquem a compreensão dos enunciados e demais ocorrências. De modo geral, as únicas obrigatoriedades são: que se cobre, nas avaliações, apenas o ano letivo de sua elaboração dos alunos de primeiro ano, podendo ser adicionadas, a critério do professor, questões do ano anterior, para segundo e terceiro anos, de até dois anos predecessores, para quarto e quinto anos e de até três para alunos de sexto e sétimo ano; que haja desnível explícito na dificuldade da prova (seja por número ou rigorosidade na correção de questões), que deve aumentar, para cada ano, do primeiro ao sétimo;
  • Sabe-se que são obrigatórias, para os alunos de anos regulares, as matérias: Defesa Contra as Artes das Trevas, Feitiços, Herbologia, História da Magia, Poções e Transfiguração. Alunos de terceiro e quarto ano devem prestar, ainda, no mínimo, duas outras matérias, à sua escolha, que, na constituição de suas médias, portar-se-ão como matérias obrigatórias. Alunos de quinto, sexto e sétimo ano não têm matérias obrigatórias, mas precisam de um mínimo de três notas “A” ou superior para serem aprovados. Quanto aos alunos de sétimo ano, caso tenham um NOM “P” em alguma matéria e desejem prestar o NIEM referente a ela, recomenda-se que peçam ao professor titular. Caso este permita, podem realizar a prova sem maiores problemas. Os professores podem impôr condições para aceitar os NIEMs de alunos que se enquadrem nesse caso;
  • Quanto ao sistema de transferência das notas obtidas nos exames para a Copa das Casas, valem as seguintes regras: As médias finais não são contabilizadas, apenas as notas dos exames, isoladamente; notas obtidas por alunos de quinto ano em diante não são convertidas nem adicionadas à pontuação;
  • Alunos que estiverem em seu quinto ano e forem prestar seus NOMs devem procurar a mim no Salão Principal, das 14h00 às 22h00 desta Quinta-Feira, dia 09 de Junho (amanhã), para que realizem sua Orientação Vocacional. Ratificando, realizar tal Orientação é de suma importância para que os alunos saibam que NOMs prestar, não somente para a profissão que desejam, mas também para terem outras possibilidades de ofício e para que se destaquem frente aos possíveis concorrentes às vagas que almejem;
  • Alunos que porventura forem impossibilitados de realizar os Exames Finais podem realizar a Segunda Chamada, desde que deixem claro o motivo para tal, e que este seja aceito pelo professor e pela diretoria. O docente pode alterar a prova, elaborar uma nova ou simplesmente aumentar a rigorosidade de correção, a depender do caso, à sua escolha.
  • A título de recordação, aelunos de anos regulares são aprovados caso obtenham média final igual ou superior a 50 e podem optar pular ou não um ano, desde que não o quinto, caso suas médias sejam iguais ou superiores a 90. Médias de valores menores que 40 implicam reprovação direta e de valores entre 40 e 49 possibilitam ao aluno a realização de uma Recuperação. Tal processo consiste na escolha, pelo aluno, de uma única prova, a ser realizada por ele, dentre as elaboradas para o ano em questão (tendo sta sido feita anteriormente, ou não, pelo mesmo aluno), e na inclusão da nota obtida no lugar da nota anterior, caso o aluno já a tenha resolvido, ou na adição desta ao boletim, em situação contrária. A média é recalculada; se o aluno ultrapassar os 50 pontos dessa maneira, será aprovado, se não, reprovará;
  • Uma última observação deve ser feita aos professores. A média, para alunos de anos regulares, deve ser calculada da seguinte forma: 100 pontos referentes ao Exame Final (que podem ser divididos, de qualquer maneira, entre teoria e prática), 20 pontos pela realização de deveres, trabalhos e afins e os 10 restantes pela presença em aulas. Um erro comum é aplicar o mesmo sistema de notas a NOMs e NIEMs. Para tais níveis, as notas são conceitos, de T a O, em ordem crescente, atribuídas em função da nota obtida no Exame Final, unicamente, podendo ser adicionado a este sistema uma pontuação externa, como a de um trabalho, apenas. A associação de notas às pontuações é feita pelo professor, utilizando-se de critérios a sua escolha. Mais uma vez, pede-se que os professores tenham bom senso e não reprovem alunos que obtenham notas muito altas nem aprovem alunos cujas notas forem demasiadamente baixas. Sugere-se que o docente, ao enviar as notas (nesse caso, os conceitos), atribua a porcentagem obtida pelo discente na avaliação, permitindo assim à diretoria algum tipo de alteração, quando necessária.

Encerrando, a direção deseja a todos vocês, alunos e professores, ótimos exames finais e férias subsequentes. Quaisquer dúvidas que lhes restem, basta procurarem por mim ou por minha vice-diretora Virginia Galahad e nós as sanaremos.

Cordialmente,
Leonardo Lancaster
Diretor da Academia Stregheria de Magia
.