Carta de uma fã para a ASM

A administração recebeu hoje em off um texto magnífico de uma participante do site. Foi impossível não publicá-lo (com a devida autorização da autora, é claro).  Nos deixa sem palavras ler o que ela escreveu, traduz bastante o espírito do que a ASM tenta passar. Segue na íntegra, sem edições.

Somente quem é fã entende as razões porque não nos contentamos em somente ler os livros ou assistir aos filmes, precisamos de alguma maneira peculiar viver este mundo e percebemos que não somos os únicos que ainda esperam sua carta de Hogwarts. E nesse novo mundo, nessa realidade paralela, podemos finalmente deixar nossa imaginação fluir e agir como se a magia existisse.

Basicamente assim a ASM entrou na minha vida e na de muitos, finalmente, um lugar em que se falássemos de varinhas, feitiços, não nos olhariam como loucos e sim como iguais. Personagens e seus intérpretes, as vezes tão parecidos que se confundem.

As casas, as famílias, os times de quadribol, as rivalidades bobas, se fundem e se completam de tal forma que fica quase impossível se desligar disso tudo. E começamos a entender que por trás dos computadores existem pessoas com sentimentos e por mais que neguem, em algum momento se chateou, chorou, sorriu, esrabavejou, etc. Uma avalanche de emoções que não da pra explicar.

Começamos a perceber que essas pessoas virtuais conseguem ser mais amigas do que aquelas que estão perto da gente.

Percebemos que independente da sua casa [Bahamut, Ifrit, Ixion, Shiva] na verdade todos fazem parte de uma grande família.

Notamos que até mesmo em RPG algumas famílias não se dão bem, sempre terá aquela ovelha-negra e as brigas, bom melhor nem comentar.

No final o que importa mesmo não é de qual casa você foi/é ou qual família pertence, se seu time de quadribl perdeu ou se você não consegue fazer uma postagem decente nos RPG’s. E sim as pessoas que você conhece, aquelas que valem a pena levar pra vida toda. Essas você faz questão de encontrar, conhecer e acaba por confirmar aquilo que há muito sabia são realmente maravilhosas, que mesmo sem saber são a definição mais simples e direta de amizade verdadeira.

Assim, fica nítido que não precisamos estar perto para ser real mas que se temos a oportunidade de assim fazê-lo devemos arriscar.

Aqueles que acham a ASM um mero RPG deveriam rever seus conceitos pois, pra mim, ASM representa mais do que Academia Stregheria de Magia. A ASM é o exemplo de que sim, Amizades São Mágicas.

Renata Caroline (Bia G. Lancaster)