Novo diretor e reforma educacional

Após a aposentadoria da então diretora Lindsey Lancaster, o conselho se reuniu neste final de férias para eleger Marcello Lioncourt, professor de Herbologia, como o novo oupante do cargo máximo da nossa academia. Além disso, a famigerada reforma educacional foi finalmente discutida e vários pontos foram aprovados. (Continue lendo para mais detalhes)

Os pontos da reforma educacional que foram aprovados são os seguintes:

  • Extensão do ano letivo em duas semanas e, conseqüentemente, a diminuição das férias em duas semanas;
  • Astrologia passa a ser uma matéria optativa;
  • Herbologia passa a ser uma matéria obrigatória a partir do primeiro ano (e não mais a partir do segundo).
  • Exclusão damatéria de Alquimia (o seu conteúdo, porém, continuará sendo lecionado dentro das matérias de poções e transfiguração).
  • Exclusão da matéria de Mitologia;
  • Exclusão da matéria de Duelos (observação: duelos apenas foi desclassificada como matéria em si. O clube de duelos, continuará existindo, caso algum professor venha a desejar assumí-lo).
  • Exclusão de quadribol e vôo (observação: devido ao alto número de partidas de quadribol, não se torna mais necessária a existência desta aula).
  • Extinção dos professores subistitutos fixos (os substitutos continuarão existindo, apenas não serão mais fixos, um para cada matéria).
  • Nenhum professor poderá lecionar de forma fixa mais do que duas matérias, ao contrário do que vinha acontecendo nos últimos anos letivos (esta medida visa permirir que os professores se dediquem mais às suas matérias, não precisando se desdobrar e, assim, diminuindo a qualidade das suas aulas).

Post scriptum: O diretor elegeu Isinha Eisenheim como sua vice.